Começa hoje: Botucatu vira a capital do esporte no centro-oeste para a 63ª edição dos Jogos Regionais

Botucatu vira a capital do esporte a partir desta quarta-feira, 17

Jogos Regionais Botucatu

A partir desta quarta-feira, dia 17, Botucatu será o palco mais importante do esporte em sua região. O Município sedia a 63ª edição dos Jogos Regionais, competição esportiva que reúne dezenas de municípios do interior de São Paulo em diversas modalidades.

O evento reunirá aproximadamente 5 mil atletas com 45 municípios disputando diversas modalidades. Por ser período de férias escolares, as delegações ficarão alojadas em escolas públicas municipais e estaduais, como de costume em todas as competições.

Muitas cidades já estão em Botucatu para a cerimônia de abertura. O evento, que promete muita emoção, será a partir das 19 horas no Ginásio Municipal.

Botucatu terá a sua maior delegação na história dos Jogos, com mais de 500 atletas. A cidade participará de todas as 23 modalidades dos Jogos: Atletismo, Badminton, Basquete, Biribol, Bocha, Capoeira, Ciclismo, Damas, Futebol, Futsal, Ginástica Artística, Ginástica Rítmica, Handebol, Judô, Karatê, Malha, Natação, Taekwondo, Tênis, Tênis de Mesa, Voleibol, Vôlei de Praia e Xadrez.

A última vez que Botucatu organizou uma edição dos Jogos Regionais foi no ano de 1996. O último grande evento esportivo sediado pelo município foram os Jogos Abertos do Interior, em 2005.

Homenagens

A homenagem a importantes personalidades do esporte botucatuense não se resumirá a atleta Carla Arruda, que carregará a tocha dos Jogos Regionais nesta quarta-feira, 17, durante a cerimônia de abertura da competição. Outro atleta que também será homenageado pela extensa carreira de títulos é o Marcos Almeida Esteves, o Kalé, ex-jogador e hoje treinador de voleibol.

Kalé tem no currículo 22 títulos de Jogos Regionais, mas foi no Japão que alçou voos ainda maiores. Após passagem pela seleção brasileira de voleibol, no início dos anos 2000, Kalé foi para a Ásia, onde conseguiu, sendo filho de mãe japonesa, defender a seleção nipônica. Lá foi tricampeão japonês, campeão asiático e participou da preparação do Japão para as Olimpíadas de 2004 e 2008.

Como prêmios individuais, Kalé recebeu por duas vezes o título de melhor recepção da Superliga, três vezes pelo campeonato japonês e uma vez pelo campeonato sulamericano, além de ter sido eleito MVP, melhor jogador, do campeonato asiático de seleções em 2005.

Dois professores da Cidade também serão lembrados durante a cerimônia de abertura dos Jogos Regionais.

O primeiro deles é Osni Bertotti, que será homenageado entre os dirigentes que trabalharam durante os Jogos. Hoje aos 74 anos, Osni foi professor de educação física no Município de 1965 a 1972. Do período em diante, ele foi diretor de escola até o ano de 1997.

Especialista em atletismo após capacitações com João do Pulo e outros atletas consagrados, Osni foi técnico da equipe de Botucatu por mais de 30 anos, além de ter desenvolvido projetos em municípios da região.

“Sempre lutei para levar jovens para o caminho do esporte e graças a Deus vi muitos deles se destacarem. Receber essa homenagem me emociona bastante e com certeza guardarei para o resto de minha vida”, disse Osni Bertotti, que em 2016 foi um dos condutores da tocha olímpica que passou por Botucatu, rumo ao Rio de Janeiro, sede da competição.

Outro professor que também será homenageado é José Varoli, ex-goleiro das épocas áureas do futebol botucatuense, quando jogou pelas Associações Atléticas Ferroviária e Botucatuense. A homenagem a Varoli será também pelos 10 Jogos Regionais consecutivos em que coordenou a arbitragem do futebol masculino.

Bastante conhecido nos campos de várzea de todo o interior de São Paulo, Varoli foi vereador da Cidade por três mandatos e também foi Secretário de Esportes durante a gestão do ex-prefeito Lico Silveira. José Varoli foi também professor de educação física nas escolas Cardoso de Almeida, EECA, Dom Lúcio, Cevila, Martinho Nogueira e Pedretti.

“Não tem valor que pague uma homenagem como essa, durante um evento muito importante para a Cidade e toda a população. Agradeço o carinho e me sinto muito orgulhoso por fazer parte dessa história”, finaliza José Varoli.

Atrações na abertura

Além de acompanhar as delegações dos 42 municípios que estarão na abertura da 63ª edição dos Jogos Regionais em Botucatu, quem for ao Ginásio Municipal “Mário Covas Júnior” acompanhará diversas atrações musicais.

Desde as 19 horas, o grupo de samba e pagode botucatuense Aikitá fará a recepção dos atletas e do público. Após a apresentação, é a vez da Banda Marcial da Afrape, que abrirá o evento solene.

Dois “pratas da casa” serão os responsáveis pela execução do Hino Nacional Brasileiro e da Canção de Botucatu. Claudio Lacerda e Osni Ribeiro mostrarão ao público a tradição botucatuense da música raiz.

Após a sessão solene, alunos da escolinha de Ginástica Rítmica da Prefeitura de Botucatu apresentarão as 23 modalidades disputadas nos Jogos deste ano. Em seguida, o encerramento da abertura fica por conta da bateria Ocorocome.

“Convidamos toda a população para estar conosco na noite de quarta-feira e acompanhar um momento histórico para o nosso Município. Será o passo inicial de uma competição que estamos organizando com muito carinho para que os atletas se destaquem e a população torça bastante”, afirma o Prefeito Mário Pardini.

Os Jogos Regionais em Botucatu serão realizados entre os dias 16 e 27 de julho. A cerimônia de abertura no Ginásio Municipal “Mário Covas Junior” é aberta a toda a população.

Mais informações podem ser obtidas pelo site oficial da competição: http://jogosregionais.botucatu.sp.gov.br.