Após passarem fome no Maranhão, atletas de Botucatu conseguem bloquear renda da partida entre Moto Clube x São Paulo pela Copa do Brasil

Os advogados botucatuenses Laerte Lobo e Diego Bernardo, conseguiram por medidas judiciais bloquear a renda da bilheteria do jogo entre São Paulo X Moto Clube São Luis do Maranhão, realizado no 09 de fevereiro no estádio Castelão, em São Luis. A informação foi dada pelos próprios advogados ao Acontece Botucatu. A partida foi válida pela Copa do Brasil e teve transmissão por equipes de TV para todo o país.

O bloqueio se deu através de uma Reclamação Trabalhista, de número 0003813-69.2010.5.15.0025, que tramita na Vara do Trabalho de Botucatu. Figuram como reclamantes dois atletas de Botucatu, Leandro Barbosa e Daniel Bruder, que atuaram em 2010 pelo Moto Clube de São Luis do Maranhão em 2010.

Após o fim do contrato entre atletas e o clube de São Luis no Maranhão, os jogadores foram expulsos do hotel onde eram hospedes na capital maranhense e que também era credor do clube. Segundo os advogados, os jogadores passaram fome nas dependências do time de futebol e chegaram a receber doação de alimentos de torcedores do time rival, o Sampaio Correa, que se sensibilizaram com a situação dos atletas de Botucatu.

Os jogadores permaneceram no alojamento do clube por dias com luz e água cortadas pela falta de pagamento, enquanto aguardavam o acerto das verbas trabalhistas. Sem sucesso, o presidente do clube na época pagou aos jogadores apenas duas passagens aéreas para que pudessem retornar para Botucatu.

Isso só ocorreu após a imprensa local veicular matéria sobre a situação degradante que clube submeteu os atletas. Do bloqueio ainda cabe defesa, por meio de embargos à execução por parte do clube. Porém, é praticamente impossível o desbloqueio dos valores angariados decorrentes da renda da bilheteria do jogo contra o São Paulo, informam os advogados. Assista a reportagem produzida pela TV local.