Unesp: tecnologia será estratégica em debate para retomada presencial

O Comitê Unesp Covid-19 enviou na última sexta-feira (12) aos diretores das Unidades Universitárias e aos coordenadores executivos dos câmpus experimentais uma proposta de plano para a retomada das atividades presenciais na Unesp, o que ocorrerá só depois da definição do retorno do setor educacional, em estudo pelo governo estadual.

A proposta indica uma retomada gradual das atividades presenciais, o que ocorreria apenas depois do controle da epidemia de Covid-19 e em cinco fases, além de uma fase preparatória, de início imediato. Segundo o documento, as tecnologias digitais e o trabalho remoto serão importantes “estratégias para se alcançar o necessário distanciamento social, no sentido de dar segurança e fluidez ao presente plano de retomada de atividades presenciais”. Ainda não há data para início das fases.

As 24 cidades em que estão localizados os câmpus da Unesp registram, até 15 de junho, 102.763 casos confirmados e 6.050 mortes em decorrência da Covid-19 –apenas Ilha Solteira e Rosana não têm óbitos registrados até o momento. No total, já foram notificados 181.460 casos e 10.767 mortes em 579 municípios paulistas, segundo a Fundação Seade.

O plano inicial foi desenhado respeitando os critérios recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que considera os fatores epidemiológicos da região, a capacidade do sistema de saúde e do sistema de vigilância em saúde pública (notificação de casos) para nortear a flexibilização de medidas restritivas, como o isolamento social.

Além de seguir os critérios norteadores da OMS, a proposta de retomada das atividades presenciais na Unesp enviada às Unidades, bem como aos comitês locais de enfrentamento da pandemia, tem como diretrizes os cinco pilares indicados pelo governo estadual para a construção dos protocolos para desenvolvimento de atividades presenciais: distanciamento social, higiene pessoal, comunicação, sanitização de ambientes e monitoramento de casos.

Veja abaixo a situação de momento nas cidades que abrigam os câmpus da Unesp. A fonte é a Fundação Seade e os dados foram atualizados em 15 de junho de 2020:

CIDADE COM CÂMPUS DA UNESP CASOS CONFIRMADOS MORTES
Araçatuba 281 9
Araraquara 568 6
Assis 78 5
Bauru 489 17
Botucatu 428 10
Dracena 40 2
Franca 102 6
Guaratinguetá 49 3
Ilha Solteira 14 zero
Itapeva 55 2
Jaboticabal 55 6
Marília 158 4
Ourinhos 130 4
Presidente Prudente 241 12
Registro 218 7
Rio Claro 231 19
Rosana 16 zero
São João da Boa Vista 70 5
São José do Rio Preto 1.301 39
São José dos Campos 1.533 56
São Paulo 93.448 5.652
São Vicente 1.661 111
Sorocaba 1.568 74
Tupã 29 1

Fonte: Portal Unesp