Unesp é 2ª universidade que mais publica na América Latina artigos, mostra ranking

No último dia 2 de junho foi divulgada a edição de 2021 do CTWS Leiden Ranking, que apontou a Unesp como a segunda universidade que mais publica artigos na América Latina pelo quinto ano consecutivo. A primeira posição na região pertence à USP, sendo a Unicamp a terceira colocada. Quando considerada a proporção de artigos publicados em acesso aberto, a Unesp é a primeira colocada da região.

No recorte global, a Universidade ocupa a 139ª posição entre as 1225 instituições analisadas, posicionando a Unesp entre as 12% que mais publicam no mundo. A lista completa pode ser obtida na página do CWTS Leiden Ranking 2021.

Sobre o ranking

Organizado pelo Centro de Estudos de Ciência e Tecnologia da Universidade de Leiden, na Holanda, este ranking tem como principal característica ser inteiramente baseado em dados bibliométricos.

A maioria dos rankings de maior projeção mundial é baseada em indicadores compostos que combinam diferentes métricas em um único valor, aplicando um esquema de ponderação. É o caso do QS (ranking da consultoria Quacquarelli Symonds), do THE (organizado pela revista Times Higher Education) ou do Academic Ranking of World Universities (publicado pela Shanghai Ranking Consultancy). Tais publicações incluem entre seus indicadores dados que não são bibliométricos, como a reputação da Universidade entre pesquisadores de diferentes partes do mundo obtida a partir de questionários.

Neste sentido, o Leiden Ranking trabalha exclusivamente com informações do Web of Science, plataforma que reúne um conjunto de bases de dados de publicações científicas onde é possível acessar, por exemplo, o número de citações recebidas por um determinado artigo.

Diversidade de gênero e Acesso Aberto

Em seu site, o Leiden Ranking permite que as instituições sejam listadas de acordo com uma série de indicadores separadamente. “Uma vez que universidades são instituições complexas que têm uma variedade de formas, contextos e missões, seu desempenho não pode ser representado por um único número. O Leiden Ranking apresenta uma variedade de indicadores para você explorar o desempenho das universidades a partir de diferentes ângulos”, destaca o texto de apresentação do site.

A última edição permite a seleção individual por região e proporções dos seguintes indicadores: publicações (Web of Science dos últimos quatro anos); indicadores de impacto científico; colaborações; acesso aberto e gênero. Dessa forma, quando consideramos, por exemplo, a proporção de mulheres autoras de artigos, a Unesp aparece em 91ª no ranking mundial, com 42% dos artigos cuja autoria é feminina.

Explorando as possibilidades de personalização do ranking, é possível constatar que a Unesp lidera entre as universidades latino-americanas quando o recorte considera a proporção de publicações em acesso aberto, com 66,2% dos seus artigos publicados neste formato. Em seguida vem a Universidade Los Andes, da Colômbia (61,4%), e em terceiro lugar a Universidade Federal do ABC (61,4%).

Já no número absoluto de publicações de acesso aberto, a USP lidera a região com 18.784 artigos. A Unesp tem 9.464.

Fonte: Unesp