Prefeitura antecipa recesso escolar de 14 mil alunos em Botucatu

O decreto de nº 11.939, expedido pelo Prefeito Mário Pardini, nesta segunda-feira, 16, também traz mudanças quanto ao calendário escolar dos quase 14 mil alunos da Rede Municipal de Ensino.

O primeiro ponto é a antecipação do recesso escolar do mês de julho para o período entre 30 de março e 30 de abril. A medida tem como justificativa prevenir aglomerações nas escolas durante o mês que, segundo especialistas, deve ser o de maior número de casos da doença Covid-19, causada pelo novo coronavírus, em Botucatu.

Além da antecipação, entre os dias 23 e 30 de março, os alunos da rede realizarão atividades pedagógicas domiciliares, ou seja, sem a necessidade de se apresentarem a unidade escolar.

“Embora não se observe alteração epidemiológica no momento, nesta tarde, sensível a forte comoção popular causada pela pandemia mundial e na intenção de tranquilizar ainda mais a população, vamos oferecer as nossas crianças essa mudança. A partir de hoje, 16 de março, as crianças com síndromes gripais ou outras situações que as impeçam de frequentar as aulas, incluindo opção dos pais, terão as faltas abonadas”, completou o Prefeito Mário Pardini.

As medidas valem para os alunos desde a etapa 1 do Ensino Infantil, até o 9º ano do Ensino Fundamental 2, EJA /EMEJA  e Educação Especial, incluindo APAE e NAPE.

Já as creches municipais permanecerão abertas durante esse período. Porém, a Secretaria Municipal de Educação desestimula que pais e responsáveis enviem suas crianças. No caso das crianças que forem levadas as creches apresentarem sintomas gripais, as mesmas não serão recebidas pelos profissionais escolares.

“Durante os próximos dias nossos profissionais orientarão aquelas crianças que forem as escolas e seus respectivos pais e responsáveis sobre procedimentos importantes neste período e principalmente quanto ao trabalho pedagógico domiciliar durante o período do dia 23 ao do dia 30”, finaliza Valdir Paixão, Secretário Municipal de Educação.