Pós-graduações do IB Unesp/Botucatu mantém boas avaliações na Capes; dois alcançam nota 6

Educação
Pós-graduações do IB Unesp/Botucatu mantém boas avaliações na Capes; dois alcançam nota 6 01 outubro 2017

 

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), ligada ao Ministério da Educação, divulgou no último dia 19 de setembro os resultados da avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu em âmbito nacional. Esse resultado é divulgado a cada quatro anos (três anos até 2012) e decorre de um processo contínuo de avaliação que atribui conceitos que variam de 3 a 7 aos programas de Pós-Graduação.

A avaliação leva em consideração a produção científica do corpo docente e discente, a estrutura curricular do curso, a inserção social, a infraestrutura da instituição, dentre outros fatores. Nos parâmetros da Capes, a nota 5 é atribuída a cursos de excelência em nível nacional e as notas 6 e 7 correspondem a cursos de qualidade internacional.

Dos sete programas de pós-graduação do Instituto de Biociências (IB) da Unesp Botucatu, dois subiram para nota 6: Biologia Geral e Aplicada e Zoologia. Botânica alcançou 5, mesma nota obtida pelo programa de Genética. Dessa forma, o IB passa de dois programas 5 e um 6, no triênio passado (2010-2012), para dois programas 5 e dois programas 6 no atual quadriênio (2013-2016) – veja tabela abaixo.

Os programas de Pós em Biometria e Farmacologia e Biotecnologia mantiveram as mesmas notas do triênio anterior: 4. Já o programa em Biotecnologia, iniciado em 2015, terá sua primeira avaliação efetiva no próximo quadriênio, embora tenha recebido nota 4, que corresponde aos parâmetros básicos para início de um programa pela Capes.

“O cenário do IB para a Pós-Graduação mostra-se muito promissor e o empenho efetivo da nossa comunidade docente, discente e técnica administrativa permitirá avançar ainda mais na busca por melhor qualidade na formação de mestres e doutores”, argumenta o vice-diretor do IB, Prof. Dr. Luiz Fernando Rolim de Almeida.

“A Diretoria do Instituto de Biociências parabeniza os Programas de Pós-Graduação em Biologia Geral e Aplicada, Zoologia e Botânica pela melhoria nos conceitos da avaliação da Capes”, complementa o diretor do instituto, Prof. Dr. César Martins.

Sobre a avaliação Capes

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação é uma agência de fomento e, como tal, concede várias modalidades de bolsas e auxílios. Sozinha, ela responde por 55% das bolsas de mestrado e doutorado no Brasil. Além disso, seu Portal de Periódicos é um dos maiores e melhores do mundo.

Mas o que distingue a Capes das outras agências de fomento, como o CNPq e as Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa, é o fato de ser um órgão de avaliação. Seu fomento está vinculado à avaliação dos programas de pós-graduação, a qual, aliás, também serve de referência para as demais agências, bem como para a Finep e as próprias instituições de ensino superior.

A avaliação da Capes permite assegurar ao aluno de mestrado ou doutorado que ele tenha aulas e seja orientado por professores competentes, cientificamente produtivos e reconhecidos por seus pares. Além de garantir a qualidade dos cursos.

Programas Avaliação Trienal
2004-2006 2007-2009 2010-2012 2013-2016
Biologia Geral e Aplicada 4 5 5 6
Biometria 4 4 4 4
Biotecnologia 4*
Botânica 3 4 4 5
Farmacologia e Biotecnologia 4 4 4 4
Genética 5 6 6 5
Zoologia 5 4 5 6

*Avaliação correspondente apenas ao período 2015-2016.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento