Inaugurada a nova Escola de Tempo Integral do Residencial Cachoeirinha, em Botucatu

Educação
Inaugurada a nova Escola de Tempo Integral do Residencial Cachoeirinha, em Botucatu 14 fevereiro 2022

A Prefeitura de Botucatu inaugurou na última sexta-feira, 11, a nova Escola de Tempo Integral do Residencial Cachoeirinha. A instituição denominada EMEFI “Prof. Mozart Morais” receberá 300 alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental I.

A cerimônia de inauguração contou com a presença do Prefeito Mário Pardini, do Vice-prefeito André Peres, do Presidente da Câmara dos Vereadores, Rodrigo Palhinha, da Secretária de Educação Cristiane Amorim, além de secretários municipais, vereadores, agentes escolares e população da comunidade.

“É um motivo de grande alegria estar aqui hoje no Cachoeirinha para entregar esta nova escola. São 300 crianças do nosso município que serão atendidas em período integral. Além de ser mais uma grande conquista na área da Educação em nossa Cidade, é mais um equipamento na Região Leste que vai trazer mais qualidade de vida à população, afirmou o Prefeito Pardini.

A Escola do Cachoeirinha é uma das 11 unidades municipais de Ensino Integral em Botucatu, que conta com escolas do tipo nos bairros: Jardim Monte Mor, Jardim Itamarati, Jardim Cambuí, Residencial Cedro, Residencial Cambuí, Residencial Maria Luiza, Residencial Santa Maria, Cohab 1 e Centro.

Professor Mozart Morais

Mozart Morais nasceu na cidade de Pereiras, SP, no ano de 1926. Filho de Antônio Morais e Rosa Muccini, casou-se com a Senhora Terezinha Terni de Morais, com quem teve dois filhos: Mozart e Acácio.

Se diplomou como professor primário na Escola Normal de Suruí, em Tatuí, no ano de 1948.

Veio para Botucatu e cursou Administração Escolar no ano de 1967 na escola IEECA (Atual escola EECA). Também cursou Pedagogia na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Mogi das Cruzes; Administração Escolar na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Botucatu (Unifac) e Supervisão Escolar na cidade de Avaré.

Participou de inúmeros cursos voltados para as diferentes áreas do magistério, ministrou cursos e proferiu palestras sempre tendo como tema a Educação.

Sua primeira escola como professor primário foi a Escola Masculina do Bairro Sobradinho, no município de Pompéia. Depois passou por Presidente Prudente, Óleo, Panorama, Junqueirópolis, Ipauçu e Santa Cruz do Rio Pardo, até chegar em Botucatu no ano de 1964, para ser diretor da Escola Estadual José Gomes Pinheiro.
No ano de 1974, transferiu-se para a Escola Municipal de Ensino Fundamental Cardoso de Almeida onde permaneceu até a sua aposentadoria no ano de 1984.

Durante a sua vida, escreveu alguns livros em parceria com seu irmão Carlos de Morais, voltados ao magistério, à imigração italiana e à história de Pereiras.

Entre algumas de suas produções estão: Imigração Italiana – Sua Influência na Gênese e Desenvolvimento da Cidade de Pereiras; A Velha República e a Imigração Italiana; Grupo Escolar de Pereiras; Lembranças; Magia da Linguagem e o livro Leitura e Escrita. Também publicou livros como único autor, sendo eles: Sobradinho – início de um bom caminho; Histórias de Vida na Escola e Contando Versos no Tempo.

A metodologia de Mozart visava a uma distribuição racionalizada dos alunos nas classes, novas técnicas de alfabetização, solução de problemas, melhoria no entrosamento entre as séries, implemento da disciplina democrática com soluções firmes, visitação às classes, premiação do bom professor, incentivo à leitura, ao jornal mural, ao crescimento gradativo do vocabulário, entre tantas outras.


 

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento