IB da Unesp realiza cursos de férias para alunos do Ensino Médio de escolas públicas

 

Até o próximo sábado, 28 de janeiro, 250 alunos do Ensino Médio de escolas públicas participarão, no Câmpus de Botucatu da Unesp, de atividades que unem conhecimento, criatividade e diversão. Trata-se da 11ª edição dos cursos de férias que integram o Programa de Extensão Universitária “Difundindo e Popularizando a Ciência na Unesp: Interação entre Pós-Graduação e Ensino Básico”.

Em 2017, são oferecidas as capacitações “Experimentando Genética”, “Investigando a vida das plantas”, “Reprodução de A a Z”, “Do amarelão às picadas de cobra: um passeio pelas doenças tropicais”, “Virando a célula do avesso” e “A Ciência por trás das jaulas e gaiolas”, orientadas por professores e monitores (graduandos e pós-graduandos) do IB, da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB) e da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ).

Além de alunos do município de Botucatu, também foram selecionados para os cursos estudantes de Areiópolis, Anhembi, Bofete, Conchas, Laranjal Paulista, São Manuel, Pratânia e Tietê.

A abertura, que ocorreu na manhã desta segunda-feira no Anfiteatro do Instituto de Biociências (IB) da Unesp, Câmpus de Botucatu, contou com as presenças do vice-diretor do IB, Wilson de Mello Júnior, da secretária de Educação de Botucatu, Lucilene Alves da Silva Cota,  da professora Sheila Canavese Rahal, representante da FMVZ, e da professora Adriane Pinto Wasko, coordenadora geral do Programa e vice-coordenadora da Rede Nacional de Educação em Ciência.

Na oportunidade, o vice-diretor do IB ressaltou o empenho de docentes e monitores na elaboração das atividades e o interesse dos alunos do Ensino Médio pela busca de novos conhecimentos no período de férias escolares.

“Divirtam-se essa semana. Sejam bem-vindos ao Instituto de Biociências”, declarou.

A secretária de Educação de Botucatu falou da satisfação e alegria em poder estar presente na abertura dos cursos e colaborar com o projeto. Já a representante da FMVZ salientou a participação do Programa de Pós-Graduação em Animais Selvagens a partir desta edição.

A professora Adriane destacou que os principais diferenciais do Programa são a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão e o vínculo com programas de pós-graduação.

Ela também mencionou que há a intenção de que as atividades, ampliadas nos últimos anos no Câmpus de Botucatu, também sejam expandidas para outras unidades da Unesp. Adriane realizou ainda uma apresentação sobre a Rede Nacional de Educação em Ciência, da qual o Difundindo e Popularizando a Ciência na Unesp, é integrante.

A docente expôs que o primeiro curso de férias, semelhante ao realizado em Botucatu, ocorreu em 1985, na Universidade Federal do Rio de Janeiro, a partir de iniciativa do professor Leopoldo de Meis, falecido em 2014. Segundo ela, a Rede atualmente é composta por 32 grupos e 20 instituições de 14 estados brasileiros.

Após a abertura oficial dos cursos, houve apresentação teatral do grupo Alquimia, constituído por alunos do Instituto de Química do Câmpus de Araraquara da Unesp.