Educação reinicia pacto nacional de alfabetização

Educação
Educação reinicia pacto nacional de alfabetização 05 outubro 2015

Foi na sala de teleconferência da Secretaria Municipal de Educação retomadas as atividades de formação do PNAIC – Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Estiveram presentes na ocasião cerca de 100 professores dos anos iniciais da Rede Municipal de Ensino.

O evento contou com a presença da secretária municipal de Educação,  Alessandra Lucchesi de Oliveira; da Coordenadora Municipal do programa, Juliana Vizenzzotto e dos Orientadores de Estudos, Queli Américo, Thais Monteiro, Wagner Codello, Fernanda Basseto, Adauto Pereira e Thais Oliveira.

O PNAIC é um compromisso formal assumido entre o Governo Federal, estados, municípios e sociedade, para assegurar que todas as crianças sejam alfabetizadas até os 8 anos de idade, ao final do terceiro ano do Ensino Fundamental das escolas municipais e estaduais brasileiras. Ele é oferecido pelo Ministério da Educação na modalidade “semipresencial” para os professores dos primeiros, segundos e terceiros anos, além de promover bolsas de estudo e certificação pela Unesp. 

Segundo Juliana Vizenzzotto, esta formação se faz de suma importância para constituir uma educação mais sólida, significativa e real. “A equipe do PNAIC em Botucatu conta com a adesão reflexiva e crítica de todos que participam   das formações sendo que, como qualquer outra intervenção, comporta desafios, recuos e avanços”, pondera. 

De acordo com a secretária Alessandra Lucchesi de Oliveira,  o novo Plano Nacional da Educação possui metas desafiadoras sobre alfabetização. “Precisamos repensar os conceitos do que realmente venha a ser uma verdadeira e funcional alfabetização, com base no letramento, como propõe o programa”, analisa.

Ainda segundo a secretária, o programa tem sido desenvolvido pelos professores em sala de aula e contribuído muito na aprendizagem dos alunos. “Constatamos através de avaliações que o PNAIC vem trazendo um retorno positivo para a rede, tanto na leitura, como na escrita e na matemática, pois trabalha principalmente estratégias do ensinar, com muitas práticas, discussões e sugestões de intervenção”.  

“A tônica de 2015 será a organização do trabalho pedagógico, com enfoque na interdisciplinaridade. Os estudos serão direcionados mediante a pedagogia histórico-critica, com carga horária de estudos, tanto para os professores alfabetizadores, como para os gestores da rede”, conclui Alessandra.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento