Botucatu recebe pela primeira vez festival internacional de divulgação científica

O Pint of Science, que este ano será realizado em 11 países, tem como objetivo levar pesquisadores para conversar sobre ciência em ambientes descontraídos como cafés, restaurantes e bares

Você chega para um happy hour com os amigos num bar da cidade e se depara com vários cientistas falando sobre temas curiosos da atualidade e sobre como eles impactam sua vida. Cenário pouco provável? Não para quem participar do Pint of Science Brasil, um festival internacional de divulgação científica que este ano será realizado pela primeira vez em Botucatu nos dias 15, 16 e 17 de maio.

É como se fosse um grande festival de música, em que os artistas se apresentam simultaneamente em vários palcos a cada noite. Só que, nesse caso, os artistas são os pesquisadores e demais participantes convidados para conversar com o público. A iniciativa, que é formada por uma rede de voluntários, acontecerá simultaneamente em mais de 100 municípios espalhados por outros oito países: Canadá, Reino Unido, Irlanda, Espanha, Itália, Austrália, Alemanha e França. No Brasil, 22 cidades sediarão o Pint.

Durante as três noites do festival, a população da Botucatu poderá participar de 9 debates que acontecerão em 3 locais (Villa Blues Jukejoint, Vila Madalena Bar e Choperia e Mão na Roda). A cada noite, 4 temas atuais serão discutidos e os assuntos escolhidos para esse ano são: infecções virais (dengue, zika, chicungunya, febre amarela), vegetarianismo, produção de cerveja, superbactérias, qualidade de vida (ser fitness ou não ser), diferenças entre cérebro de meninas e meninos, desreguladores endócrinos, seleção sexual em humanos, animais peçonhentos e uso medicinal da maconha(veja abaixo a programação completa).

O evento é gratuito e as pessoas só pagarão o que consumirem nos locais em que ocorrerá cada bate-papo. Como não são realizadas inscrições ou reservas antecipadas, recomenda-se que as pessoas cheguem antes para garantir seu lugar. “É uma oportunidade imperdível de debater com quem produz ciência no Brasil, tirar suas dúvidas e conhecer as pesquisas mais de perto”, afirma Rafael Henrique Nóbrega, coordenador do festival em Botucatu e professor do Departamento de Morfologia da UNESP.

Como tudo começou -A ideia surgiu quando dois pesquisadores do Imperial College London, Michael Motskin e Praveen Paul, organizaram um evento chamado Encontro com pesquisadores em 2012. Nesse encontro, pessoas acometidas por Alzheimer, Parkinson, doenças neuromusculares e esclerose múltipla foram convidadas para conhecer os laboratórios dos pesquisadores e ver de perto o tipo de pesquisa que realizavam.

A experiência foi tão inspiradora que os dois decidiram propor uma iniciativa em que os pesquisadores poderiam sair de seus laboratórios para conversar diretamente com as pessoas. Nasceu, assim, o Pint of Science, que rapidamente se espalhou pelo mundo. Em 2015, o evento foi realizado pela primeira vez no Brasil pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos.

Em Botucatu, o Pint será realizado pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) e conta com a colaboração da Nova Analítica Imp. Exp. Ltda, Sellex, Genotyping Diagnósticos Genéticos, BPI Biotecnologia Pesquisa e Inovação, Rubber Route Natural Rubber Products and Other Products e Marcelo Denadai Fotografias Aéreas. Já em âmbito nacional, o festival é patrocinado pela Pró-Reitoria de Pesquisa da USP, eScience Unicamp, Galoá e por quatro Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID), financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP): o Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria; Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Fármacos; o Centro de Pesquisa, Educação e Inovação em Vidros; e o Centro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades.

Programação Pint of Science Botucatu

Segunda-feira, 15/05, às 19h30

Com que vírus eu vou?
Onde:Villa Blues Jukejoint
R. Major Matheus, 253 – Vila dos Lavradores

Superbactérias Assassinas: o fim dos antibióticos?
Onde: Vila Madalena Bar e Choperia
Av. Camilo Mazoni, 1581-Jardim Paraíso

Acidentes com animais peçonhentos: como evitá-los?
Sou Remédio, sou Veneno! Depende da dose
Onde:Mão na Roda
Av. Dr. Vital Brasil, 898 – Jardim Bom Pastor

Terça-feira, 16/05, às 19h30

Por que reduzir a carne do meu prato pode fazer a diferença?
Se eu não comer carne vou comer o quê?
Onde:Villa Blues Jukejoint
R. Major Matheus, 253 – Vila dos Lavradores

Ser fitness ou não ser, eis a questão
Onde:Vila Madalena Bar e Choperia
Av. Camilo Mazoni, 1581, Jardim Paraíso

Tudo por sexo: seleção sexual em animais humanos e não-humanos
Onde:Mão na Roda
Av. Dr. Vital Brasil, 898 – Jardim Bom Pastor

Quarta-feira, 17/05, às 19h30

Antes do copo: entendendo o processo de produção da cerveja
Onde:Villa Blues Jukejoint
R. Major Matheus, 253 – Vila dos Lavradores

O cérebro de meninos e meninas é igual?
Meus hormônios estão desregulados, quem bagunçou isso?
Onde: Vila Madalena Bar e Choperia
Av. Camilo Mazoni, 1581 – Jardim Paraíso

Maconha do “ilegal” ao medicinal
Onde:Mão na Roda
Av. Dr. Vital Brasil, 898 – Jardim Bom Pastor

Mais informações

Site do evento:pintofscience.com.br
Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/815712355243751/