Aulas na rede estadual serão suspensas gradativamente

Desde esta segunda-feira (16) as escolas da rede estadual de São Paulo começam a ser suspensas gradualmente. Até sexta-feira (20) as unidades estarão abertas para que os responsáveis pelos estudantes se organizem para mantê-los em casa.

A partir do dia 23 de março, as escolas estarão fechadas por tempo indeterminado. A medida visa diminuir o risco de contaminação do novo coronavírus.

Nesta segunda pela manhã, o secretário estadual da Educação Rossieli Soares apresentou uma videoconferência direcionada aos dirigentes regionais, prefeitos, secretários municipais de educação, supervisores e diretores de escola.

Também participaram o secretário estadual da Saúde, José Henrique German; a presidente da Undime-SP Márcia Bernardes; secretário da Educação do município de São Paulo Bruno Caetano; e o presidente do Conselho Estadual da Educação Hubert Alqueres.

Rossieli tirou dúvidas e reforçou a importância do distanciamento social neste momento e a necessidade de proteger os idosos.

Durante esta semana os alunos ausentes não receberão faltas e não haverá aplicação de conteúdo pedagógico.

O Conselho Estadual da Educação se reúne nesta quarta-feira (18) para discutir como as escolas poderão manter atividades pedagógicas mesmo a distância e dessa forma garantir os dias letivos previstos pela legislação.