Alunos do Santa Marcelina são premiados na Olimpíada Brasileira de Astronomia

O Colégio Santa Marcelina realizou na última terça-feira, dia 21, uma cerimônia em seu auditório para premiar cinco alunos que foram medalhistas na ‘Olimpíada Brasileira de Astronomia’, popularmente conhecida como OBA. A competição é disputada anualmente por milhares de alunos de todo o país.

A OBA é coordenada por uma comissão formada por membros da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) e da Agência Espacial Brasileira (AEB). O Colégio Santa Marcelina, como já é tradição, mais uma vez fez bonito e conquistou com seus alunos cinco medalhas, sendo duas de ouro, duas de prata e uma de bronze.

O medalhistas foram:

-Sarah Sab (2ºA) – Ouro

-Bruno Felipe Prado de Melo (3º A) – Ouro

-Grabriel Mezzena Lopes (3º A) – Prata

-Gustavo Miranda Cantagallo (3º A) – Prata

-Vitor Martins Curcelli (3º A) – Bronze

Irmã Tânia Aparecida de Souza: “Essas avaliações externas são importantes, pois nos mostram um caminho”

“É um grande orgulho, pois nossos alunos tiveram a coragem de participar. Gostaria muito que outros também participassem e por isso estamos incentivando-os para todas as olimpíadas. Essas avaliações externas são importantes, afinal, nos mostram um caminho, um norte, além de mostrar a excelência do nosso ensino”, disse ao Acontece a Coordenadora Pedagógica do Colégio, Irmã Tânia Aparecida de Souza.

Em todo o país participam da OBA 7 mil escolas, totalizando 800 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio. O exame possui 10 questões de raciocínio lógico ligadas à astronomia e astronáutica. Os participantes da competição ganham um certificado e concorrem a 40 mil medalhas.

“Todos poderiam participar. A Olimpíada está em sua 20ª edição e nós participamos desde 2008. Todos os alunos podem fazer essa prova, do primeiro ano ao ensino médio, cada um com seu nível de série. Então, quem quiser participar em 2018, nós aplicamos a prova. Agradeço aos alunos que contribuíram para a nossa tradição nessa Olimpíada”, colocou o Professor de Física Thiago José Pereira, ao discursar na premiação.

Em 20 anos, a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica já superou os 8 milhões de participantes. Em 2016, foram quase 745 mil estudantes de 7,9 mil escolas participantes e a colaboração de 64 mil professores.