Alunos da Rede Municipal de Botucatu terão aulas online após férias antecipadas

Os alunos da rede municipal de ensino terão aulas online enquanto durar a pandemia do coronavírus. A informação foi passada nesta terça-feira, 28, pelo Prefeito de Botucatu, Mário Pardini, após entrevista no programa Bom Dia Criativa, da rádio Criativa FM.

A Secretaria de Educação começará a distribuir material para que os alunos possam reiniciar as atividades de forma remota. Também serão entregues materiais impressos para o aluno que tiver dificuldade de acesso à internet.

“Tive uma reunião com o Valdir (Paixão, Secretário de Educação). Semana que vem a gente começa a distribuir o material para que as crianças retomem virtualmente as aulas, de maneira bastante ajustadas e organizadas. A gente sabe que existem crianças com dificuldade de acesso, por isso material impresso também será distribuído”, disse Pardini.

Segundo informações passadas pelo Secretário da Educação Valdir Paixão, são atividades pedagógicas domiciliares com material impresso e EAD. Na verdade, este acompanhamento já está sendo realizado desde o término do recesso escolar.

“Na semana que vem estaremos entregando o material produzido pela Secretaria de Estado da Educação. Fizemos adesão para utilizar material impresso e aplicativo. Estas atividades EAD poderão posteriormente, em parte, serem computadas como aulas dadas. Lógico, com muita cautela, não podemos substituir as aulas presenciais no todo pelas de EAD nesta fase da escolarização. O foco, primeiro, tem que ser a aprendizagem dos educandos que, inevitavelmente, mesmo com todo o bom trabalho que nossas equipes, SME e escolas, estão realizando, sofrerá algum prejuízo”, explicou ao Acontece Botucatu, o Professor Valdir Paixão.

Lembrando que no dia 30 de março houve a antecipação do período de férias escolares da Rede Municipal de Ensino, desde da etapa 1 do Ensino Infantil, até o 9º ano do Ensino Fundamental 2. O recesso de julho foi antecipado para o mês de abril.

Não há uma data prevista para o retorno presencial. A decisão da Prefeitura foi de manter as aulas suspensas de forma presencial pelo menos até os primeiros 15 dias de maio.

“Pra que a gente, graduando alguns setores, estabelecendo a flexibilização ou racionalização de alguns setores, a gente consiga ter o controle ainda dessa epidemia. É logico que tudo isso que eu falo, por favor como um parêntese e vincule a análise de indicadores de saúde. O que vai permitir a gente voltar mais rápido ou menos rápido as atividades serão os indicadores de saúde. E quais são eles? vou repetir: leitos disponíveis ou ocupação de leitos de enfermeira e UTI, também testagem máxima, percentual de testes positivos que está em torno de 7% das pessoas que fazem o teste com síndrome gripal. Indicadores de isolamento e óbitos, claro, isso que vai balizar se voltaremos mais rápido ou menos rápido”, pontuou Pardini.

Botucatu tem aproximadamente 13 mil alunos da rede municipal de ensino. No total, são 61 escolas entre Ensino Fundamental I e II, Ensino de Jovens e Adultos (EJA e EMEJA), Educação Especial e Educação Infantil voltarão às atividades.