26ª turma do curso de enfermagem da FMB/Unesp cola grau

 

A euforia no olhar daqueles que chegavam na Casa da Arte da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, no câmpus de Rubião Jr, demonstrava que o local seria palco de mais um importante e emocionante evento. E não poderia ser diferente, afinal era um início de noite especial para as formandas da 26ª turma do curso de enfermagem da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB). A solenidade de colação de grau das novas enfermeiras foi realizada no dia 24 de novembro e reuniu diretores, professores, membros da Congregação da Instituição, autoridades de Botucatu, funcionários, alunos e ex-alunos do curso e familiares dos formandos.

Pronunciamentos

Em seu discurso, o diretor da FMB, professor Pasqual Barretti, classificou a profissão das novas formandas como “fascinante, mas de enormes sacrifícios em prol daqueles que sofrem”. E complementou afirmando que a escolha pelo curso de enfermagem era “fruto da educação recebida e de atributos de grandeza pessoal imensuráveis”. O dirigente mencionou Florence Nightingale, destacada enfermeira inglesa, criadora da primeira escola de enfermagem da Inglaterra, para lembrar o esforço e dedicação que acompanharão as profissionais nesta nova trajetória. “Jovens formandas, as vivências que aqui tiveram e a formação que de suas casas trouxeram, mais do que os conteúdos técnicos, lhes conferem hoje, além do grau, a responsabilidade e o compromisso de serem enfermeiras e cidadãs, finalizou.

A oradora da 26ª turma, Fabiana Tomé Ramos, iniciou seu discurso relembrando a vitória conquistada quando as novas formandas ingressavam numa universidade pública. “Demos início aos anos mais intensos de nossas vidas”, lembrou. Ela rememorou passagens vividas durante a graduação que contribuíram com o aprendizado de cada uma. “A turma 26 com um pouco de outras turmas também são pessoas de personalidades marcantes. Tivemos nossas diferenças de opiniões, vivemos momentos de felicidade e conflito e tudo isso foi só uma prévia do que é trabalhar em equipe”, frisou. A formanda reconheceu o importante papel desempenhado pelos docentes, enfermeiros, médicos, residentes e funcionários da Faculdade no processo de formação das alunas. “Agora é hora de retribuirmos a sociedade brasileira todo nosso conhecimento e profissionalismo”, finalizou.

A patronesse da 26ª turma, professora Marli Terezinha Cassamassimo Duarte, agradeceu as novas enfermeiras pelo carinho recebido. De acordo com ela, “a enfermagem é uma profissão que possui significativo contingente de profissionais: 480.250 enfermeiros, segundo dados do Conselho Federal de Enfermagem”. A docente ressaltou que o foco da atenção da profissão é o ser humano “e a função precípua do enfermeiro é o cuidado de enfermagem, cujo objetivo centra-se na promoção da saúde, na prevenção de doenças e na recuperação e reabilitação da saúde”, afirmou. Professora Marli disse ainda que a FMB foi uma escola que preparou as novas profissionais para uma “prática ética e cidadã”. “Finalizo desejando a cada uma de vocês que permaneçam firmes no propósito de alcançar todos os sonhos sonhados, que vivam intensamente todos os dias, amem e respeitem profundamente todas as pessoas que cruzarem seus caminhos”, complementou.

A professora Ilda de Godoy disse estar muito feliz com a escolha de ser paraninfa da 26ª turma. Ela fez uma menção aos pais das formandas dizendo que a sessão solene é o momento em que “celebra-se o sucesso da educação que deram aos seus filhos”. A docente deixou uma mensagem com a finalidade de oferecer as formandas subsídios para vivenciar uma “vida boa, ética e feliz”, como a própria paraninfa classificou. “Creio no bem, creio na justiça, creio no amor, creio na tolerância. E creio na gentileza e no bom humor como uma boa forma de realizá-los”, frisou. Professora Ilda encerrou seu discurso citando a poesia “Recomeço”, de Bráulio Bessa, com objetivo de se despedir das formandas e de sua trajetória acadêmica após 37 anos de magistério.

A vice-coordenadora do curso de enfermagem da FMB, professora Rúbia de Aguiar Alencar, falou que concluir a graduação na Instituição é um privilégio e fará diferença na vida profissional de cada uma das formandas. “Tenho certeza que vocês estão prontas para trabalhar em qualquer lugar e mostrar que com muito estudo, com muita dedicação, honestidade e cuidado ao próximo, serão capazes de serem futuras enfermeiras diferentes e necessárias a nossa nação”, salientou.

Homenagens

Após a tradicional entrega dos diplomas, foram realizadas homenagens para a diretoria da FMB, enfermeiros, docentes, funcionários e aos pais. O Centro Acadêmico de Enfermagem “XII de Maio” homenageou as formandas que participaram das ações da entidade durante a graduação.

O encerramento da solenidade foi marcado pelo tradicional recebimento da lâmpada para o ritual que simboliza a colação de grau dos novos enfermeiros.

Fotos: Silvio Garcia Manoel – Seção de Fotografias da Administração Geral (AG) do Câmpus de Rubião Jr.