Peça com Regina Duarte estará em Botucatu no dia 14

A consagrada atriz Regina Duarte estará em Botucatu na quinta-feira, dia 14, para um espetáculo no Teatro Municipal Camilo Fernandez Dinucci. ‘Volta ao Lar’ terá início às 20h30 e já está com ingressos à venda.

A peça, uma obra prima de Harold Pinter, também estará em Marília (dia 15) e Bauru (dia 16).  Mais informações pelo site www.culturaeteatro.com ou pelo info Whats (14) 9 9833-6199.

📝#Serviço
Datas: 14 de março – Quinta-Feira
Horário: 20h30 (proibida entrada após o início do espetáculo)
Gênero: Comédia Dramática
Duração: 80 min
Classificação: 14 anos
local: Teatro Municipal de Botucatu
.
🎫#Ingressos
Meia: R$ 40,00 (professores, estudantes, pessoas + 60 Anos)
Porto Seguro: R$ 50,00 (Cliente Porto Seguro +1 acompanhante R$ 50,00 cada um)
Unimed: R$ 50,00 (Cliente com o Cartão do Plano de Saúde)
Inteira: R$ 80,00.

#Pontos_venda
– Loja DALU (Av Dom Lúcio, 657 )
– Bilheteria do Teatro (apenas no dia do evento após 14h)
– online: www.MegaBilheteria.com
InfoWhats: (14) 9.9833-6199
.
ESTUDANTES
OBS: não será aceito Boletos ou Declaração de matricula, apenas Carteirinha de Estudante com foto e data de validade
Menor de 18 anos, apresentar apenas RG

#SINOPSE
A contemporaneidade de VOLTA AO LAR, do Prêmio Nobel Harold Pinter, remete a cenas de “soco no estômago”. Partilhamos sentimentos de raiva, dor, compaixão, impotência, tesão … No viés do Teatro do Absurdo, a família de um pai açougueiro que o autor nos apresenta é espelho de um mundo depauperado em guerras, convulso, desorganizado por crise de valores, doente de falta de tempo, de fé, de incapacidades de afeto.

Considerada a obra prima de Harold Pinter, em Volta ao Lar, o autor subverte o mito do Filho Pródigo. A trama conta a história de Teddy, primogênito de uma família inglesa que, depois de anos estudando nos Estados Unidos, volta para casa para apresentar a mulher, Ruth (Regina Duarte), e os filhos à família, composta só por homens.

Misteriosa, a mulher atrai o pai, os irmãos e o tio de Teddy, brutalizados pela vida e pela falta de uma figura feminina, e desestrutura a família. A peça se inspira no conflito bíblico de Caim e Abel e na tragédia “Édipo Rei” para retratar a solidão e o envelhecimento