Museu Histórico e Pedagógico tem horário de funcionamento estendido às sextas-feiras

O Museu Histórico e Pedagógico “Francisco Blasi” estendeu seu horário de funcionamento durante as sextas-feiras. Agora, o MuHP ficará aberto até as 20 horas. Nos demais dias, o horário de visitação permanece o mesmo, das 9h às 18 horas, inclusive aos sábados.

O MuHP está com as seguintes exposições:

– Histórias a respeitar

O MuHP apresenta à população a exposição de documentos históricos que denominam ruas, praças e escolas de Botucatu com nomes de mulheres. A exposição propõe aos visitantes diversas reflexões sobre a história da Cidade e a sua própria história.  Por meio de uma “interatividade analógica”, visitantes terão a oportunidade de registrar suas histórias, lembranças, apontamentos, reflexões e impressões utilizando uma máquina de escrever do próprio acervo, restaurada para esse fim. A trilha sonora, em discos de vinil que também fazem parte do acervo, é escolhida pelos visitantes.

– Memórias do Futebol Amador de Botucatu

Desde 1943, o Campeonato de Futebol Amador de Botucatu deixa todos os anos lembranças marcantes que o MuHP resgata a partir de uma exposição colaborativa. O público poderá participar emprestando itens relacionados ao Futebol Amador de Botucatu. Traga fotos, troféus, camisas, faixas, histórias e compartilhe as memórias apaixonantes da época.

– Gabinetes de Curiosidades

O Museu Histórico e Pedagógico conta a história de Botucatu e tantas outras por meio de seu acervo. Muitas pessoas lembram-se do Museu Histórico quando sua localização ainda era na Rua João Passos, na Rua Costa Leite, no saguão do Teatro Municipal ou na Rua Monsenhor Ferrari, quando ocorreu sua última exposição, em 1991. Nos moldes de suas estruturas expositivas originais, com uma repaginação cuidadosa para que a memória do antigo museu seja revivida, apresenta-se a exposição “Gabinete de Curiosidades – Acervo do MuHP”.

 – Ecos da Memória: Vala Clandestina de Perus

Com recorde de público e após circular em diversas escolas de Botucatu, a exposição Vala Clandestina de Perus estará em cartaz no MuHP. A exposição conta a história do local clandestino onde foram encontrados corpos de homens e mulheres torturados durante o golpe civil-militar brasileiro. A exposição, premiada por edital do Ministério da Justiça, foi gentilmente cedida ao MuHP pelo Instituto Macuco e irá circular em São Paulo para voltar a Botucatu em algumas semanas, retomando a visita em escolas e espaços públicos.

 – Profundidades

Jovem estudante e artista plástico, Fabiano Figueira, começou a pintar aos 11 anos de idade. Hoje, aos 17, expõe no MuHP suas telas, pela segunda vez. Inspirado essencialmente em “pessoas”, “Profundidades” traz reflexões sobre as coisas boas que as pessoas têm dificuldade em mostrar.

 – Retratos de Família

Repaginação da exposição de 2006 do Museu de Arte Contemporânea “Itajahy Martins” – com fotos clássicas de famílias locais. O público pode interagir e colaborar, enriquecendo a pesquisa com informações que serão agregadas ao acervo fotográfico do MuHP. A exposição pode ser visitada presencialmente ou online na página oficial do Museu na internet. Todos também podem enviar fotos clássicas de suas famílias, escaneadas, que serão incorporadas à exposição online.

 Todas as exposições têm classificação indicativa livre.

Mais informações:

Museu Histórico e Pedagógico “Francisco Blasi” – MuHP

Rua General Teles, 1738 (Espaço Cultural)    

Telefone: 3811-1470 / 3811-1471