Museu do Café recebe a exposição “O lirismo dos peixes”

 

O Museu do Café da Fazenda Lageado recebe a partir desta quarta-feira, dia 12, os trabalhos da artista Eliana Tsuru, que expõe pela primeira vez em Botucatu. A mostra denominada “O lirismo dos peixes” permanecerá de 12 de abril a 12 de maio.

O agendamento para grupos pode ser feitos diretamente no endereço: www.fca.unesp.br – Instituição Patrimônio Histórico no formulário próprio, ou pelo endereço eletrônico: museudocafe@fca.unesp.br. Também através do Telefone: (14) 3880-7240.

Funcionamento de segunda a sexta-feira das 8h às 17h e aos Sábados, domingos e feriados das 12h às 18h.

A exposição:

Peixes são animais misteriosos. Alguns vivem bem próximos da superfície da água e outros se perdem em dimensões abissais. No entanto, um dos fatores que mais fascinam está nas suas cores. Alguns parecem ter sido pintados manualmente devido à quantidade de cor e diversidade de tonalidades e combinações.

Há aqueles que têm um design mais tradicional e outros apresentam um universo contemporâneo de vestimentas. Tudo isso está refletido no trabalho plástico de Eliana Tsuru. Sua linguagem visual não só valoriza os peixes como os insere em um universo de interrogações.

Cada peixe, de acordo com a coloração e a forma, desenvolve uma personalidade. É como se ganhasse forma humana e pudesse interiorizar pensamentos e exteriorizar emoções. Ele passa a ter uma vida própria e, olhando para a imagem, passamos a refletir sobre nós mesmos.

Cria-se uma relação em que se torna possível estabelecer analogias entre os peixes e as pessoas. O trabalho plástico de Eliana Tsuru propicia esse jogo, enriquecido em cada novo quadro. Surgem assim infinitas relações marcadas por um lirismo descontraído, mas não por isso menos denso, que nos faz refletir sobre o enigma de viver.

Oscar D’Ambrosio, Doutor em Educação, Arte e História da Cultura e Mestre em Artes Visuais, atua na Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp.

Curador: Oscar D’Ambrosio                         Podutor Cultural: José Eduardo Candeias

A artista Eliana Tsuru

Natural de São Paulo/SP, nasceu em fev/1963.

Formou-se em desenho industrial pela Universidade Mackenzie em 1985 e, desde então, dedica-se às diversas formas de expressão artística com ênfase em processos cerâmicos desde modelagem até esmaltação.

Participou em diversos congressos, exposições nacionais e internacionais com relevantes premiações em várias delas,

Ministrou aulas no Museu Brasileiro de Escultura (MUBE) por 10 anos, Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, SESC, aulas particulares e atualmente no Banco Central e em seu atelier.

Possui especialização em pintura de baixo esmalte (Duncan University e Mayco).

www.atliertsuru.com.br