Jovens da Fundação CASA  de Botucatu participam de visitação virtual ao Itaú Cultural 

Ação tem como objetivo proporcionar atividade cultural diferenciada no contexto da pandemia e ampliar a inclusão digital de adolescentes 

O jovem Fernando, de 17 anos e que cumpre medida socioeducativa no centro da Fundação CASA de Botucatu, localizado no interior de São Paulo, nunca havia tido antes a oportunidade de conhecer um museu de artes e, devido ao contexto da pandemia de COVID-19 que impede aglomerações e a abertura de alguns espaços, teria ainda mais dificuldade em realizar essa visita neste ano.

Porém, com a parceria fechada entre a Gerência de Arte, Cultura e Ensino Profissionalizante (GACEP) da Fundação CASA e o setor educativo do Museu Itaú Cultural, essa barreira física foi superada e jovens como Fernando poderão, a partir desta terça-feira (01/12), ter sua primeira experiência com esse equipamento cultural.

O projeto de visitações virtuais acontecerá até o dia 29 de janeiro de 2012 e abrangerá 76 centros socioeducativos de todas as regiões do Estado.

De acordo com a técnica da GACEP e uma das responsáveis do projeto, Denise Gama Pires Manoel, as visitações virtuais trazem inclusão. “Ao total, o projeto alcançará praticamente todos os adolescentes que estão na Instituição. Em 2019, apenas 51 deles puderam visitar presencialmente o acervo, por conta de tempo e distância do deslocamento”, comentou.

No cronograma de atividades, estão os tours virtuais como “Viagem no tempo: Visões do Brasil” e “Brasil dos Naturalistas” inspirada na exposição “Coleção Brasiliana Itaú”; “Experiência Virtual – Lima Duarte”, que aborda a vida e obra desse ator; e o “Experiência Virtual – Abram-se as cortinas!”, que aborda a grandes personalidades das Artes Cênicas, como Laura Cardoso e Abdias do Nascimento.

Para a técnica da GACEP, a experiência é muito positiva e o cardápio de atividades, muito rico. “A visita é interativa e mediada por Educadores do Itaú Cultural, então, ela incentiva os jovens a fazerem reflexões e terem mais proximidade com o conteúdo oferecido pelo Museu”, concluiu.