FESMURP 2021 vai apresentar melhor da música raiz na atualidade

Uma bela amostra do que há de novo na música sertaneja raiz pelo Brasil afora. É isso o que promete a décima segunda edição do Festival de Música Raiz de Pardinho, o FESMURP, um dos mais importantes e tradicionais eventos de difusão e valorização da música caipira.

O Festival, que terá sua fase final transmitida on line nos dias 16, 17 e 18 de abril, será inteiramente realizado em ambiente virtual, em virtude da pandemia de Covid-19. A programação do 12º FESMURP também terá exibição de documentário, roda de viola, oficinas e shows.

As 20 duplas que foram selecionadas na primeira fase do Festival devem apresentar um vídeo com a música classificada para análise da comissão julgadora que definirá as seis duplas que se apresentarão na fase final do evento. A relação das seis finalistas será divulgada no dia 05 de Abril de 2021, no site e nas redes sociais da Casa dos Caipiras (ver link abaixo).

Na fase final, os jurados vão escolher a dupla vencedora, que levará um prêmio de 5 mil reais. Os demais finalistas também serão premiados. Além disso, o vídeo da dupla com maior número de curtidas no Canal do Youtube da Casa dos Caipiras, independentemente da classificação entre as 20 duplas selecionadas, também receberá um prêmio em dinheiro.

E a disputa deverá ser acirrada. Dentre os concorrentes, estão duplas de São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Segundo Chico Almeida, da Casa dos Caipiras e um dos organizadores do evento, o público vai poder conferir trabalhos autorais da melhor qualidade, que atenderão as expectativas dos exigentes apreciadores da música raiz.

“Nos surpreendemos com a qualidade das interpretações das duplas concorrentes e também com a beleza das composições, com ótimas letras e melodias. Teremos uma edição bastante concorrida. Será, pela primeira vez, uma edição on line, mas com a mesma qualidade que sempre caracterizou o FESMURP. Tenho certeza que o público vai gostar”.

Segundo Sérgio Vieira, que apresentará o FESMURP ao lado da violeira Adriana Farias, há uma renovação do interesse pela cultura caipira como um todo e, claro, pela música também.

“Muitos jovens estão buscando aprender a tocar viola e querendo conhecer o repertório de duplas clássicas como Tião Carreiro e Pardinho, Zé Carreiro e Carreirinho ou Tonico e Tinoco.  Por isso, a música sertaneja raiz vive hoje um momento muito interessante, com vários artistas novos e talentosos se dedicando ao gênero. E o FESMURP vem captando esse movimento de renovação a cada edição. Desta vez, novamente, teremos concorrentes de alto nível. Quem acompanhar o evento on line vai poder ver que a música raiz segue cada vez mais forte, cantando as coisas da nossa gente com a beleza de sempre”.

Confira a lista das 20 duplas classificadas na primeira fase, mais informações, regulamento, inscrições e programação completa em http://fesmurp.casadoscaipiras.com.br/

O 12º Festival de Música Raiz de Pardinho é uma realização do Ministério do Turismo, Secretaria Especial de Cultura e Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. A produção é da Casa dos Caipiras.