Botucatuense de apenas 9 anos é aprovada no Ballet Bolshoi

 

A bailarina botucatuense Rebeca Nunes Batista Cintra, de apenas 9 anos, recebeu recentemente uma excelente notícia. Ela foi aprovada no Bolshoi em Joinville. A unidade catarinense é a única filial fora da Rússia no melhor Ballet do mundo.

Mas para alcançar esse objetivo não foi nada fácil, pois ela concorreu em outubro com outras 2400 crianças para apenas 20 vagas. Primeiro Rebeca passou por uma pre-seleção em Mogi das Cruzes, onde milhares de crianças foram eliminadas, para depois passar por um processo extremamente difícil já em Joinville, com várias etapas de eliminação.

Apesar da pouca idade, Rebeca teve que suportar 5 horas de testes por dia. Foram três dias seguidos, com vários examinadores e um total de 60 crianças por vaga.

Emoção sem igual para a mãe, Maeli. Ela conta que a filha já dava sinais de seu talento mesmo antes de nascer.

“Sem explicação, foi muito emocionante. O mais incrível e ninguém acredita, é que quando eu estava grávida ainda, era ter alguma música no ambiente ou quando meu marido tocava violão ela se mexia muito. Quando ela tinha apenas dois anos já pedia que a levasse para dançar. Antes, quando ela era muito pequena, eu não deixava, ficava preocupada, mas quando ela completou 6 anos me convenceram”, disse Maeli Nunes Cintra.

O feito de Rebeca Nunes Batista Cintra é ainda mais evidente, pois o processo de escolhas para as meninas é muito mais difícil do que para meninos. Foram milhares de meninas do Brasil e até de fora como Argentina e Rússia na seleção aqui no Brasil.

Rebeca iniciou os estudos e treinamentos na Escola Artistas SA., um celeiro de talentos que já levou outra joia para o Bolshoi. Motivo de muito orgulho para a professora de Ballet da escola Yasmin Eduarda.

“Eu quase morri dessa vez quando recebi a notícia (Risos). Foi um ano de muitas conquistas. A Rebeca veio para fechar com chave de ouro. Já era um orgulho ter o Lucas lá no melhor Ballet do mundo e agora essa felicidade com a Rebeca que é uma menina especial, um talento”, colocou Yasmin.

Em outubro de 2016, entre mais de 600 crianças do Brasil e do exterior, estava o botucatuense Lucas Antônio Lima Martins, de apenas 10 anos, que também foi escolhido para o Bolshoi. A notícia encheu de alegria pais, amigos e integrantes da Escola Artistas SA, onde Lucas foi aluno desde os 3 anos de idade.

Rebeca está na Artistas SA desde 2014, quando tinha apenas 6 anos. Logo de cara ela encantou a todos. “Uma professora amiga disse que dava aula de Educação Física para uma menina muito talentosa, que nasceu para ser bailarina. Em um primeiro momento nem dei muita bola. Dai pedi para levar ela na escola, mas eu nem dava aula para idade dela e sim para dois anos acima. Mas quando vi ela dançando, notei que ela tinha muito talento e já alcei ela para a turma com meninas mais velhas logo no primeiro dia. É um talento nato”, finalizou a professora Yasmin.

Rebeca disse que está preparada para o desafio. “Sempre gostei muito e não me vejo sem. Treino duas horas na escola e depois a todo momento em casa”, disse bem tímida Rebeca ao Acontece Botucatu.

O proprietário da Escola Artistas SA, Murilo Carbonari, brincou que a aprovação de Rebeca no Bolshoi foi um misto de alegria e tristeza. “Ganhamos uma estrela mas perdemos uma aluna (Risos). Ela foi o maior diamante bruto que apareceu aqui. Ela tem um talento enorme a ser lapidado e o futuro dela é brilhante. Isso nos enche de orgulho e mostra que estamos no caminho certo”, disse o empresário.

Artistas SA: Rua Papoula, 12 – Vila dos Médicos, em Botucatu Telefone: (14) 3815-8293. Acesse www.artistassa.com.br