Banda Municipal passa a ser denominada “Banda Sinfônica Municipal de Botucatu”


A apresentação da Corporação Musical “Damião Pinheiro Machado”, na Sala São Paulo, no último dia 04 de setembro, marcou um novo capítulo na história da Banda Municipal de Botucatu. Agora, a Banda se chama “Banda Sinfônica Municipal de Botucatu”.

A mudança teve inicio em 2019, quando foi acrescentado à banda os instrumentos de percussão sinfônica, como os tímpanos, bumbo sinfônico e teclados xilofone e glockenspiel, possibilitando o aumento do leque de repertório e consequentemente o aumento do número de músicos.

“Nossa Banda não perde suas raízes com essa atualização. Vamos continuar tocando nos desfiles, praças e todos lugares que formos solicitados, afinal antes de tudo, a Banda é do povo. Estamos muito felizes com esse novo passo na história da música e da cultura botucatuense”, afirmou o Maestro Franklin Timóteo Ramos.

Atualmente, a Banda Sinfônica Municipal conta com 43 músicos.

Fundada em 09 de abril de 1948, a Corporação Musical leva seu nome em homenagem ao advogado e político Doutor Damião Pinheiro Machado, tendo como primeiro Maestro Salim Kahil. A partir de junho de 1968 assumiu a regência o Maestro André de Almeida Machado, que além de maestro e compositor, foi também instrumentista, dominando o clarinete, o saxofone e a requinta, permanecendo até o ano de 1990.

Em 1991 assumiu Carlos de Campos, Maestro da Corporação que também foi clarinetista da Orquestra Sinfônica Municipal, onde permaneceu até fevereiro de 2020. A partir de então, o Maestro Franklin Timóteo Ramos assumiu a batuta.