O CAMINHO MAIS CURTO PARA COMBATER A PANDEMIA É A ORIENTAÇÃO!

É minha gente, estamos há quase um ano vivendo numa Pandemia tão estúpida tal como são muitos dos nossos representantes governamentais, que parecem preferir discutir o seu futuro político a tentar afastar de nós esse terrível vírus. Passaram-se exatos onze meses e até agora, ninguém (ninguém mesmo) conseguiu encontrar um caminho que nos levasse a combater este mal, de maneira eficiente. O quê mais se vê, aqui, ali e acolá, é tão somente ENGANAÇÃO. Orientar a sociedade de maneira efetiva para tomar os devidos cuidados (em tudo) e com responsabilidade, nem pensar; um ou outro “anúncio” focado nesse tema “explode” vez ou outra. Muito triste!

Para termos uma noção deste fatídico momento, nesse tempo todo, os principais veículos de comunicação do país, muito especialmente, os canais de televisão, tem levado à nossa gente, apenas parcialidade (a meu ver todinha política) sobre a Pandemia, nada de ORIENTAÇÃO, aliás, alguns canais da televisão brasileira continuam utilizando todo o seu espaço, para amedrontar a nossa gente, de forma muitíssimo leviana. Levar o terrorismo às pessoas parece ser o alvo desses tais “informantes”. Que pena! Quanta desinformação!

Agora, vou ao que me inspirou o esboço deste “causo”. Acompanho, já há alguns meses, todas as informações que a Prefeitura Municipal de nossa cidade, através do seu Secretário de Saúde, meu amigo, Doutor André Spadaro faz diariamente, sobre o que ocorre com a Pandemia aqui no nosso município. No início, ele apenas nos informava, detalhadamente, sobre o dia a dia dos casos de COVID-19, nas duas “Casas de Saúde” aqui da terrinha, o Hospital das Clínicas da UNESP e o Hospital da UNIMED. Mostrava dados e (ainda), quando um óbito ocorre, dá para perceber que o seu semblante fica um pouco entristecido. Algo perfeitamente normal entre os seres de bem. Obviamente que a sociedade botucatuense entendia a importância das informações (por sinal, sempre precisas e preocupantes), porém, a triste realidade que veio mais à frente, deu um “chacoalhão” em tudo e ele, como “ponte orientadora” da saúde da sua população e, também pelo fato de grande parte dessa mesma sociedade, que não permite mais deixar de trabalhar, por força de decretos municipais ou determinação do Plano São Paulo, mudou radicalmente a sua explanação. Nos dias de hoje, com a mesma lucidez, o mestre Spadaro inicia o seu “pronunciamento” falando SIM dos fatos diários, “recheia” a sua fala citando a importância da população, por exemplo, na diminuição dos casos de contaminação, e, em seguida “clareia”, e muito bem, os cuidados que temos que tomar para que possamos continuar a vida, sem riscos de contrair a doença e, principalmente, de sermos barrados pelos mesmos decretos de sair para ganhar o nosso pão de cada dia e, outras necessidades essenciais. Isso se chama ORIENTAÇÃO, coisa que esses poderosos canais de televisão nunca fizeram ao longo da Pandemia. Dai, a minha afirmação, no “chamamento” deste texto: O CAMINHO MAIS CURTO PARA COMBATER A PANDEMIA É A ORIENTAÇÃO!

“Bão”, em vez de falar de tantos assuntos esdrúxulos que estão “rolando solto”, entre “nóis”, cotidianamente, em todos os cantos desse Brasil Brasileiro – como por exemplo, as barbaridades que o Governador do Estado João Dória vem cometendo, como o roubo nos salários dos aposentados do serviço público; os aumentos inexplicáveis de impostos dos mais variados; o “fecha, fecha” sem critérios, de tudo em várias cidades do Estado; o descaso da sua Pasta da Saúde que nunca tem recursos para nada, pelo menos os hospitais vivem mendigando verbas “ESSENCIAIS” para o atendimento ao público e, principalmente, sobre o TERROR que algumas emissoras de TV, em especial, a Rede Globo, vem espalhando por esse Brasil afora, já há algum tempo – prefiro me ater aos problemas aqui da nossa hospitaleira “CIDADE DOS BONS ARES E DAS BOAS ESCOLAS”.

Prezado leitor, sofri muito quando soube das medidas que o governo do Estado jogou “goela abaixo” do Prefeito Mario Pardini – que vem sofrendo todo tipo de pressão desde o dia 10 de fevereiro do ano passado, quando um temporal devastou toda a cidade – “jogando” o nosso município, na tal fase VERMELHA. Pra mim (ou pra todos) um abuso sem dimensões! Como cidadão solidário ao próximo, não enfrentei menos sofrimento, quando soube que, de novo, a maioria do nosso comercio iria fechar e que somente, os tais SERVIÇOS ESSENCIAIS é que ficariam na ativa. Meu Deus! Procurei saber o que significa ESSENCIAL para esses “cientistas”. Tentei descobrir, entre uma e outra conversa com amigos, qual de “nóis” trabalhadores, somos ESSENCIAIS. Nada de resposta que “batesse” com o pensamento desses especialistas que esboçaram o Plano São Paulo. Ah, lembrei apenas, de uma ligação telefônica recebida de um amigo muito especial, GARÇOM de primeira classe, pai de quatro crianças, de dois a oito anos, impossibilitado de exercer as suas atividades, por determinações absurdas desses picaretas, travestidos de entendidos de Pandemia,  consequentemente, “proibido” de ganhar o pão de cada dia, para levar para sua casa, que me pedia uma cesta de alimentos e uma caixa de leite EMPRESTADO.  Que vergonha! Como pode isso acontecer num Estado da grandeza de São Paulo? Quanta indignação! Meus amigos, infelizmente, é isso o que escolhemos para nos representar. Graças ao bom Deus, atendemos SIM o referido trabalhador não ESSENCIAL! Só mais uma: como sei que este meu desabafo chegará ao Palácio dos Bandeirantes, afinal, com essa modernidade que estamos vivendo, “tudo chega em todos os lugares”, como servidor antigo do HC da UNESP, faço um apelo ao ilustre senhor Governador. Peça a um assessor, da sua confiança, que venha a Botucatu, se inteirar do sofrimento que o Superintendente do nosso hospital, o guerreiro, Doutor André uiz Balbi, vem enfrentando há anos. Só isso! Quem sabe, depois dessa visita, o dinheiro chega, de verdade, ao nosso HC… .

Mas, vida que segue! Nosso alcaide Mario Pardini é um vencedor! Deus jamais deixa de estar ao lado dele em tudo e pra tudo. Foi assim durante aquela trágica tempestade que nos castigou brutalmente, no dia 10 de fevereiro do ano passado. Com jeitinho interiorano ele vai driblando esses “donos do poder” que mandam e desmandam em todo o nosso Estado e pondo “ordem” aqui na nossa casa. Ele é “nóis”! Tanto que ganhou a última eleição, com um percentual de causar inveja. Já o estimado médico André Spadaro, outro expoente nesse desafio que estamos enfrentando, também vai mostrando o seu talento. Não tenho dúvida nenhuma em afirmar que a Pandemia que assola o planeta, com o suporte e o empenho do nosso Prefeito terá menor impacto em nossa cidade, como já é notório (vide a taxa de mortalidade por Coronavírus em nosso município, que é uma das menores entre as cidades com mais de 100 mil habitantes).

Enfim, caro leitor, vamos continuar acreditando que tudo isso vai passar. Com certeza, ELE, o nosso PAI continuará iluminando o caminho de todos os brasileiros. Salve, salve!

Rubens de Almeida – Alemão/[email protected]