“NOSSA SENHORA ME DÊ A MÃO, CUIDA DO MEU CORAÇÃO”…

Foto Agência Brasil

Mais um ano que se passa! Mais um ano, que Deus me oferta a oportunidade paraprestar minha homenagem a Nossa Senhora Aparecida – aliás, faço isso há mais de duas décadas, desde os tempos em que prazerosamente eu tinha uma coluna nosaudoso jornal “A CIDADE”, depois no “DIÁRIO DA SERRA” e agora que ocupo um precioso espaço aqui no nosso “ACONTECE BOTUCATU”.

Com muita alegria e uma fé inabalável, neste 12 de outubro, utilizo um trecho da letra de uma das músicas (NOSSA SENHORA) mais badaladas do Rei Roberto Carlos, para concretizar meu anseio: “Nossa Senhora me dê a mão, cuida do meu coração”… Por sinal, esse encanto musical, quando lembrado, “bate forte” o coração de muita gente, afinal, trata-se de uma melodia maravilhosa que, até os dias atuais, é sucesso absoluto em todas as emissoras de rádio do país.

Esse verdadeiro hino, “marca registrada” em todas as apresentações do Rei, por esse Brasil afora, com certeza, durante os últimos dezoito meses, época em que o nosso querido e rico Brasil ficou totalmente de “ponta cabeça”, devido à pandemia e também pelo “aproveitamento” político que tomou conta de muita gente que, aliás, continuam “se achando” – não saiu da boca do povo.

Não tenho dúvidas de que a maioria da nossa gente, por várias e várias vezes, ajoelhou-se e pediu proteção a Ela, diante do caos vivido nos vários níveis e, em todos os cantos do Brasil (ainda existem alguns rastros de descontrole, porém a ficha de muitos poderosos está caindo), até porque, só conseguiríamos vencer essa triste batalha, com muita fé, e Nela que é a nossa Padroeira, é que encontraríamos tudo aquilo que precisávamos para confortar o nosso coração. Salve, salve a Padroeira do Brasil, Nossa Senhora de Aparecida!

Nesse mesmo dia (12 de outubro), o Brasil inteirinho festeja outra data importante. De norte a sul e de leste a oeste, a sociedade brasileira comemora o dia de uma das suas maiores preciosidades: as nossasCRIANÇAS. Pena que neste país, todinho injusto socialmente, os nossos governantes não atentem para a importância dessa maravilha denominada CRIANÇA; vou mais longe: profundamente lamentável,nossas autoridades não se preocuparem com o prejuízo que seria causado pela paralização das aulas, por mais de um ano, para grande parte da nossa criançada.

A meu ver, isso sequer fez parte de uma estratégia desses picaretas que nos representam, pelo menos, ao longo dos últimos dezoito meses, quando tudo era “discutido”, jamais eu vi ou ouvi alguém discutir com seriedade, a volta imediata delas. Que nada, o tempo foi passando e… Enfim, graças a Deus, e a Nossa Senhora Aparecida, as aulas escolares já estão voltando à normalidade. Glória!

Bão”,nóis”, que trilhamos por esse caminho chamado SOLIDARIEDADE há muitos anos, e que apreciamos bastantefestejar esta data, envolvidos às mais variadas festanças que, acontecem aqui, ali e acolá, neste ano, não vamos “fugir à regra”. Participaremos das comemoraçõesdo Dia das Crianças na Creche do Porto Sayd, onde terá muito cachorro quente, refrigerantes e muitos brinquedos; na Vila Real, onde o meu grande companheiro Gilson e sua esposa Alzira reúne toda a gurizada daquele bairro, para um festão. Látambém haverá muito cachorro quente, pipoca, algodão doce, refrigerantes, sorvetes e outras guloseimas. Por fim, vou dar uma passadinha no almoço que a pastora Rosa Vieira de Freitas realiza, há anos para toda a criançada do Jardim Riviera. Certamente aquela macarronada preparada pela “vovó” Rosa e a sua equipe, vai fazer toda a diferença entre a gurizada daquela vasta região.

Em ritmo de “Criança feliz, que vive a cantar”, abraço carinhosamente, quatro amigos especiais que, como em anos anteriores, foram decisivos para que essas festas acontecessem. Prezados amigos, Doutor Lourenço Talamonte Neto, Tenente Coronel PM José Semensati Junior, Doutor Sidney Goez e José Augusto CelestrimFlores, que Deus, na Sua Infinita Bondade, retribua todo esse carinho dispensado a essas crianças que, sequer imaginavam que seriam lembradas no seu dia, com muita saúde e paz. Com o mesmo carinho, abraço outro grande parceiro das causas nobres, meu amigo Doutor Sergio Canuto, um dos maiores devotos de NOSSA SENHORAAPARECIDA.

Rubens de Almeida – Alemão/[email protected]