Posso me exercitar após tomar a vacina da covid-19?

Hoje é um grande dia para os munícipes de Botucatu, um dia histórico para todos os envolvidos nesse grande projeto de pesquisa quando a grande aliança do bem se formou em torno de um único propósito. A vacinação em massa se apresenta num momento que muitas pessoas estão vibrando e se conectando com a frequência do medo, desespero, tristeza, angustia entre outros, e isso é altamente compreensível. Acredito que desde o anúncio desse movimento muitos já encontraram alento, alívio e esperança, isso é sensacional pois quanto mais nos colocamos disponíveis para sentimentos de gratidão, confiança, amor e felicidade, mais paz encontraremos no Todo e principalmente dentro de nós.

Falando agora sobre o corpo físico, sabemos que a Covid ainda tem muito o que ser estudada e devido a esse pequeno espaço de tempo que a conhecemos, estamos buscando a cada dia mais, informações para lidar com ela. Os estudos estão se apresentando em todas as áreas, tentando a todo custo, segmentar caminhos para a construção de ideias de como prosseguir e seguindo nessa linha, os exercícios vem sendo mais do que fundamentais para esse enfrentamento.

Imagino que muitas pessoas que nos acompanham aqui devam estar curiosas ou preocupadas com possíveis reações da vacinação de amanhã, alguns trabalhos já realizados após a primeira dose da vacina apontam pequenos movimentos no dia seguinte, então seria apropriado caso isso aconteça, evitar os exercícios físicos uma vez que todo desconforto significa o corpo adaptando a uma situação. Claro que isso não significa que seja proibido se exercitar, mas sim respeitar o tempo necessário para que essa adaptação aconteça, pois o fato principal, é que a vacina não impede em momento algum que a rotina dos exercícios seja mantida, nem no dia seguinte e muito menos após esse dia.

Finalizo expressando dois sentimentos antagônicos, o primeiro a Gratidão pelo que foi criado em torno de nós, tudo é perfeito e tudo acontece no momento certo. Cada um sabe seu papel, e feliz é aquele que vive olhando para dentro de si e não julgando o próximo. O segundo é a preocupação pois tenho convicção que não podemos baixar a guarda, os movimentos de distanciamento social, as ações de higiene pessoal, álcool em gel, uso de máscara devem continuar valendo, pois ainda não estamos totalmente imunes e não podemos relaxar.

Beto Pavão

Academia Espaço ELO