O QUE PODEMOS APRENDER COM AS OLIMPÍADAS DE TÓQUIO?

Artigo do Professor Beto Pavão – Academia Espaço Elo

Após um grande período de incertezas, acompanhamos nessas últimas semanas as provas do maior evento esportivo do planeta, as Olimpíadas, que em 2020 seriam realizadas na cidade de Tóquio no Japão, e devido à grande pandemia foi adiada para esse ano.

Poderia eu nesse texto falar sobre a origem das olimpíadas, de como cada prova foi introduzida nesse evento ou sobre o movimento político e financeiro que isso gera em todo o mundo, pois essas informações são facilmente encontradas no google, mas esse não será nosso caminho.

Penso que esse evento é recheado de histórias incríveis de superação e junto delas merecidas vitórias, algumas tristes derrotas, e muitas energias de luta, mas a proposta desse texto é criar uma reflexão e um questionamento…

Até quando aceitaremos viver iludidos sobre as vitórias dos atletas brasileiros?

O nosso país nunca teve uma política pública educacional ou mesmo privada com incentivo ao esporte com longa duração. Praticamente todas as conquistas dos nossos atletas olímpicos são por esforços individuais de cidadãos comuns que precisam trabalhas quase que 20 horas por dia para poderem representar nossa nação. Muitos buscam a carreira militar não por se identificarem com esse trabalho, mas sim para que possam treinar e ter seus salários com regularidade. Outra atitude comum entre eles é sair do país e procurar clubes e universidades para poderem praticar o esporte que amam e ainda sim representar o Brasil de quatro em quatro anos. Isso sem citar aqui o tão falado legado olímpico que no Brasil nunca foi praticado.

Triste aceitar e escutar os narradores das redes de comunicação gritarem é ouro para o Brasil, uma vez que o ouro deveria ser para os atletas, já que a nação os esqueceu, e é mais triste ainda ver pessoas que cobram desses atletas não profissionais resultados.

Precisamos buscar os caminhos para o verdadeiro sentido das coisas, onde poder púbico, setor privado e as confederações esportivas gerenciem ambientes salutares para o desenvolvimento sócio educativo e esportivo de valor, onde sejam realizados e valorizados com amor, o corpo, a mente e o espírito.

Beto Pavão – Academia Espaço ELO