Sinalização que avisa presença de radares começa a operar em Botucatu

Desde quinta-feira, 20, Botucatu passou a contar com uma sinalização diferenciada nas principais vias de trânsito da cidade. Placas informam com 100 e 50 metros de antecedência a operação de dispositivos móveis de fiscalização eletrônica de velocidade, os radares, nos locais em que eles estiverem operando.

 A medida responde a Lei Complementar de autoria do Prefeito Mário Pardini, requerida pelo vereador Paulo Renato, que prevê a instalação de placas informando previamente a presença dos radares móveis.

“Essa é uma medida que fortalece o papel educativo dos radares no trânsito. O radar não serve apenas para punir a população, por isso, essa nova sinalização nos ajudará na prevenção de acidentes e posturas ilícitas nas ruas da cidade. Também é uma forma de mostrar que não existe ‘indústria da multa’ em Botucatu. Queremos mais segurança no trânsito e vamos sempre trabalhar por isso”, afirma o Prefeito Pardini.

A Lei tem como base a resolução n° 396, do Conselho Nacional de Trânsito, o CONTRAN, que dispõe sobre requisitos técnicos mínimos para a fiscalização da velocidade de veículos automotores, reboques e semirreboques, conforme o Código de Trânsito Brasileiro.

A sinalização convencional com o limite de velocidade da via, já utilizada anteriormente nas ruas da cidade, terá apenas o acréscimo de uma mensagem avisando o funcionamento do radar móvel naquele determinado local, com os dizeres: “ATENÇÃO: RADAR EM OPERAÇÃO”.

 “Os índices de acidentes e atropelamentos na cidade neste ano são menores quando comparados com o do ano passado e parte disso se dá pela fiscalização eletrônica. Classifico como uma ação que garante um maior zelo do condutor no trânsito e que consequentemente reduzirá o número de infrações e acidentes”, afirma Rodrigo Fumis, Secretário-Adjunto de Mobilidade Urbana.

 Ao todo, serão quatro equipamentos móveis de fiscalização eletrônica de velocidade trabalhando simultaneamente em Botucatu, todos os dias.