Serra de Botucatu finalmente é liberada para o trânsito

Via em Botucatu sofreu com a chuva da última semana

Fechada para trânsito de veículos desde o dia 10, por conta do temporal de atingiu Botucatu, a serra da Marechal Rondon teve trânsito liberado no começo da noite desta sexta-feira, 21. A informação da liberação foi passada ao Acontece Botucatu pela concessionária Rodovias do Tietê, que administra a Rondon na região, ainda no início desta semana.

Além da retirada de pedras e terra que desmoronaram na pista, funcionários da empresa trabalharam na recuperação de erosões no bordo do trecho e também na reconstrução de canaletas de águas pluviais. A concessionária avalia ainda a possibilidade de restringir o tráfego de veículos pesados, por conta dos estragos.

Como muitas pontes e estradas rurais de Botucatu estão intransitáveis, inviabilizando os desvios até a cidade, moradores de bairros rurais do município ficaram praticamente ilhados durante esse tempo.

A única alternativa estava sendo a rodovia Castello Branco, porém, o trecho entre a Rondon até Bofete está em péssimo estado de conservação. Mas os problemas não param com a Serra.

Desvio da discórdia 

Milhares de motoristas que se utilizam da Marechal Rondon, bem como moradores locais, reclamam do desvio colocado pela Rodovias do Tietê no KM 258, após uma ponte desabar no trecho. O congestionamento no sentido Botucatu – São Manuel é constante, prejudicando os condutores.

Apesar do transtorno no contestado desvio, a Artesp-Agência de Transporte do Estado de São Paulo, informou ao Acontece Botucatu que aprovou a medida e a considera normal dentro das possibilidades do local.

Segundo a agência, a concessionária tem adotado medidas operacionais nos horários de pico para reduzir o desconforto dos motoristas e aumentar a fluidez. Porém, na prática, não é isso que os motoristas que passam pelo local relatam.

Prefeito de Botucatu pede liberação do pedágio 

Leia também no Acontece Botucatu

Prefeito pede suspensão de tarifa de pedágio até reparo da Rodovia Marechal Rondon entre Botucatu e São Manuel