Segue a polêmica na Gastão: Prefeitura afirma que oficiou concessionária; Rodovias do Tietê diz que limites não foram observados

 

Obras continuam embargadas; Artesp pode resolver impasse

A novela sobre a Rodovia Gastão Dal Farra continua. Na última semana a Concessionária Rodovias do Tietê embargou as obras de duplicação alegando que a Prefeitura invadiu parte do trecho sob concessão da empresa. Ciente do imbróglio, a Prefeitura de Botucatu decidiu continuar com as obras, que estão na reta final.

Em parceria com o DER, a administração municipal alega que houve uma recontagem na quilometragem do trecho por parte da concessionária após o início das obras. Há um enorme desgaste na relação entre município e Rodovias do Tietê.

A Concessionária reafirmou na noite desta segunda-feira, dia 31, sua posição sobre o embargo das obras de duplicação na Rodovia Gastão Dal Farra. Em comunicado enviado ao Acontece Botucatu, esclarece ter sido informada de que as obras de duplicação executadas pela Prefeitura de Botucatu seriam apenas no trecho sob administração, conservação e manutenção do Departamento de Estradas e Rodagem – DER.

Na opinião da Concessionária, eventual necessidade de execução de obras ou intervenção em sua faixa de domínio, deveriam ser previamente analisadas pela Rodovias do Tietê e aprovadas pela Agência Reguladora do Transportes do Estado de SP – ARTESP.

“A Concessionária esclarece que o trecho concedido à Rodovias do Tietê está compreendido entre o km 0+000 ao km 9+740 da SPA 241/300, e que tais limites devem ser observados pela Prefeitura na execução de suas obras”, diz nota enviada ao Acontece Botucatu.

Prefeitura diz que oficiou Rodovias do Tietê

Pardini e André Peres nas obras da Gastão: “A obra não sofrerá qualquer atraso, tampouco prejuízo financeiro”, diz Prefeitura

Na tarde desta segunda-feira, tanto o Prefeito Mário Pardini, quanto o vice André Peres estiveram na Sede da Artesp para tentar uma solução para o caso. Questionada pelo Acontece Botucatu, a Prefeitura emitiu uma nota onde afirma que oficiou a concessionária sobre a necessidade das obras, mas não obteve resposta.

“A Prefeitura de Botucatu informa que no último mês de maio, oficiou a concessionária Rodovias do Tietê comunicando a necessidade da duplicação do trecho da Rodovia Gastão Dal Farra, sob responsabilidade da concessionária, porém, até o momento não recebeu resposta ao ofício”, começa a nota.

Segundo a Prefeitura, o trecho total da obra compreende de uma parte de responsabilidade do Departamento de Estradas e Rodagens, o DER, com início no entroncamento da Gastão com a Rodovia Marechal Rondon, seguindo até 30 metros, aproximadamente, após a rotatória projetada na Avenida Zumbi dos Palmares, no bairro Residencial 24 de Maio, trecho que já foi duplicado. Deste ponto, até o final da Rodovia, trata-se do trecho sob concessão da Rodovias do Tietê.

Tecnicamente a obra está embargada, mas a Prefeitura está dando sequência na parte final da duplicação do trecho em discussão. O governo diz que as obras não serão paralisadas.

“Na tarde desta segunda-feira, 31, o Prefeito Mário Pardini participou de uma reunião na Artesp, Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo, que nos próximos dias irá enviar técnicos a Botucatu, com o objetivo de encontrar uma solução para o caso. A obra não sofrerá qualquer atraso, tampouco prejuízo financeiro, já que a mão de obra é da própria Prefeitura. As frentes de trabalho estão executando outros serviços no trecho já duplicado.” completa a Prefeitura em sua reposta.

Ex-Prefeito dispara contra concessionária 

Até o ex-prefeito João Cury entrou no assunto. Ao compartilhar a notícia do Acontece no facebook, disparou contra a concessionária lembrando que tratou com a Rodovias do Tietê sobre essa obra. Cury chegou a chamar a concessionária de ’empresinha sem vergonha’.

“Essa Concessionária só pode estar de brincadeira.Eu mesmo, quando estava na Prefeitura, tratei dessa obra com eles, mais de uma vez. Não podem nem alegar que desconheciam o projeto. Nunca fizeram nada pra ajudar, agora, na parte final da obra, vieram com essa palhaçada.
Recapear o acesso da Embraer com a Castelinho, que está uma porcaria e que é responsabilidade deles, não querem. Empresinha sem vergonha”, disse João Cury.

A obra de duplicação

A obra está sendo feita com recursos do próprio município em parceria com o estado, representado pelo DER. Por conta da participação dos funcionários da Prefeitura na execução da obra na Gastão Dal Farra, a Secretaria de Infraestrutura estima uma economia próxima a R$ 5,5 milhões.

Além da duplicação das pistas, que agora terão 7 metros de largura e contarão com acostamento e canteiro central, está prevista também a construção de duas rotatórias: uma para disciplinar o trânsito no cruzamento com a Avenida Zumbi dos Palmares, eixo de ligação entre o Parque 24 de Maio e o Central Park; e outra próxima ao posto de combustível, com objetivo de melhorar a distribuição dos veículos que seguem para bairros como Jardim Aeroporto, Cedro, Santa Maria, Maria Luiza, Jardim do Bosque e Demétria, beneficiando diretamente mais de 15 mil pessoas que moram naquela região.