Secretaria do Verde remaneja PEVS de material reciclado

 

A Prefeitura de Botucatu, através da Secretaria Municipal do Verde, informa que deu início a um processo de remanejamento de alguns Pontos de Entregas Voluntárias (PEVs) no Município. A decisão foi motivada diante da utilização incorreta dos contêineres, que também têm sido alvo de vandalismo.

Para melhorar esta condição, eles serão realocados em áreas que possam ser monitoradas, como hortas comunitárias e outros espaços públicos. Os PEVs que têm sido utilizados da maneira correta permanecerão em seus respectivos pontos. Implantados em Botucatu em 2014, os PEVs contribuem no serviço de coleta de materiais reciclados como plástico, papel, metal e vidro.

“Acredito que pequena parte da população não compreendeu a funcionalidade dos PEVS, que vinham sendo utilizado como recipientes de materiais inservíveis [restos de construção civil, eletrônicos, pneus, entre outros] e até mesmo lixo orgânico. Alguns já foram até incendiados de forma proposital. Apesar disso, continuaremos a buscar novas formas de atender a população que contribui à Política Nacional de Resíduos Sólidos”, argumenta o secretário municipal do Verde, Márcio Vieira (Caco).

Além dos PEVs, Botucatu conta com coleta seletiva em toda região norte, Centro e parte da região leste, onde estão bairros como Vila Maria, Peabiru, Jardim Cristina e adjacências. Por mês são recolhidos cerca de 100 toneladas de lixo reciclado no Município.

O serviço de coleta seletiva é realizado pela empresa Botucatu Ambiental, que atende a população pelo telefone (14) 3813-1486. Em caso de dúvidas, a Divisão de Coleta Seletiva, junto à Secretaria Municipal do Verde, também pode ser acionada pelo (14) 3882-1290.

 

ONDE ENTREGAR ?

  • Pilhas, baterias e eletroeletrônicos [Secretaria Municipal de Meio Ambiente – Rua Lourenço Carmelo, 180 – Jardim Paraíso -]
  • Pneus [Galpão da antigo Complexo Ferroviário – Rua José Barbosa de Barros, 120 – Jardim Paraiso]
  • Lâmpadas fluorescentes [devolução no ponto de venda conforme Lei Municipal nº 4.752/06]
  • Entulho [locação do serviço de caçamba]
  • Material Reciclável – destinar à coleta seletiva

 

O QUE PODE SER ENCAMINHADO À COLETA SELETIVA?

Papel: folha sulfite, jornais, revistas, papelão, cadernos, livros, listas telefônicas, embalagens Tetra Pak, cartolina, envelopes, etc.

Plásticos: garrafa PET (água, refrigerante, bebidas em geral), embalagem de óleo de cozinha, sacolas plásticas, saquinhos plásticos de quitanda, embalagens de shampoo, baldes, bacias, brinquedos de plástico, tampas, potes de sorvetes, entre outros.

Metal: lata de alimentos, lata de óleo, latas de tinta vazias, panela, assadeiras, ferragens, materiais de alumínio, entre outros.

Vidro: potes, garrafas, frascos, entre outros.

 

O QUE NÃO DESTINAR À COLETA SELETIVA?

Luva de borracha, conduites, roupas, sapatos, capacetes, embalagem primária de remédio (vidro de xarope ou cartela de comprimidos), embalagens metalizadas (café, salgadinhos, entre outros), caixotes de madeira, adesivos, vidros blindex, porcelana, pisos e azulejos, eletroeletrônicos em geral, brinquedos almofadados e de borracha, móveis velhos, cristais, espelhos, lâmpadas fluorescentes, fotografia, chapas de raio-x, gesso, sacos de presente, CDs, DVDs, folha de seda, papel celofane, papel toalha, papel higiênico, embalagens de sabonete em barra, entre outros.