Rotatória da Castelinho terá fiscalização por radar; intenção é evitar acidentes no local

 

Arquivo Acontece Botucatu

Para reduzir os casos de acidentes no trecho da rotatória na Avenida José Pedretti Neto com a Rodovia João Hypólito Martins, a Castelinho, a Prefeitura de Botucatu incluirá o local na programação do radar móvel para a fiscalização eletrônica de velocidade. Finalidade será, ainda, disciplinar o fluxo de veículos nas obras que ocorrem pelo local.

A informação foi dada pelo Vice-Prefeito e Secretário Municipal de Infraestrutura, André Peres, durante entrevista em uma rádio da cidade na manhã desta segunda-feira, 7. A decisão foi motivada por conta de uma série de acidentes que ocorreram no trecho, principalmente no último final de semana.

A instalação do radar foi confirmada pela Secretaria Adjunta de Mobilidade Urbana, informando que a velocidade limite no trecho será de 40 km/hora. Além do radar, foram construídos redutores fixos de velocidades e lombadas, antes do acesso à rotatória.

“Vamos começar a colocar o radar na região. Terminaremos a sinalização com o emplacamento para avisar da presença do equipamento (conforme lei em vigor recentemente em Botucatu), além da pintura de solo”, frisou Peres. O Secretário ressaltou ainda que os cones de alerta não serão retirados, isso é motivado para tornar as obras mais visíveis aos motoristas. “Esses cones ficarão no local mesmo com a obra finalizada, para que os motoristas se adaptem ao novo desenho do acesso à cidade”, explicou o vice-prefeito e secretário de

Infraestrutura

Além dos acidentes, o trecho em obras também registrou motoristas fugindo da pista e usando como alternativa “espaços de acostamento” antes do acesso à rotatória. Devido a esses casos, o vice-prefeito informou que uma viatura da Guarda Civil Municipal também estará no local para alertar os motoristas e aplicar as devidas penalidades em casos de desrespeito às regras e leis de trânsito.

Rotatória

A obra de abertura da rotatória na Avenida José Pedretti Neto teve início no segundo semestre de 2016. O prazo firmado em contrato para conclusão é de 120 dias. Os recursos financeiros através de emendas parlamentares, que somam pouco mais de R$ 735 mil. Outros R$ 60 mil saíram dos cofres da Prefeitura. No local também será construído o “Memorial Oswaldo Bratke”, que consistirá em um pórtico e espelho d’água em homenagem ao arquiteto botucatuense.

Fonte: Notícias Botucatu