Prefeitura publica decreto que proíbe transito de treminhões e bitrens na vicinal Alcides Soares

A Prefeitura de Botucatu publicou nesta sexta-feira (27), no Semanário Oficial – Suplemento, o decreto nº 10.866, que dispõe sobre proibição de tráfego de treminhão e de bitrem na estrada vicinal Alcides Soares (BTC-010). Trata-se de mais uma medida de iniciativa do prefeito Mário Pardini com objetivo de coibir a degradação da pavimentação asfáltica e garantir a segurança viária de todos que transitam por esta estrada.

Diante deste decreto, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semutran) já providenciou a instalação de placas que indicam a proibição de treminhões e de bitrens na Alcides Soares. Ela possui extensão aproximada de 21,5 km, com início na Av. Conde de Serra Negra e fim no entroncamento com a Rodovia Geraldo Pereira de Barros (SP-191), uma das portas de entrada e saída do Município.

Conforme parecer técnico produzido pela Semutran, o alto fluxo de veículos pesados na Alcides Soares tem sido um dos principais motivos de danificação do pavimento asfáltico. Trincas e imperfeições na pista, além de visíveis danos em calçadas no distrito de Vitoriana, são sinais evidentes do abuso de veículos com peso e comprimento excessivo ao que a via permite. Consequentemente, aqueles que trafegam por esta vicinal ficam mais expostos  a acidentes.

Neste mês reuniões já foram realizadas com a Polícia Militar e Guarda Civil Municipal para que estes órgãos possam intensificar a fiscalização na vicinal. Representantes das empresas que utilizam a Alcides Soares para transporte de seus produtos, por meio de veículos pesados, também têm sido convocados pelo Poder Público para que possam cumprir a nova determinação do Executivo Municipal.

“O diálogo proposto tem sido bastante cordial, mas ao mesmo tempo franco e firme. Não vamos mais admitir que treminhões e bitrens transitem por esta vicinal, que não foi projetada para receber veículos deste porte. A preservação da vida humana deve estar acima de qualquer outro interesse. A população nos tem cobrado muito um posicionamento diante deste problema e vamos adiante por entendermos que é legitimo”, argumenta o prefeito de Botucatu, Mário Pardini.

Como muitos veículos também utilizam a vicinal como alternativa para desviar de rodovias onde existe pagamento de pedágio e controle de peso através de balança, a Prefeitura também levará o caso para discussão com a direção do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), em São Paulo.