Prefeitura decreta estado de emergência pela falta de combustível

A Prefeitura de Botucatu realizou na manhã desta quinta-feira, 24, uma reunião de emergência com representantes das principais Secretarias com maiores frotas do Município, para tratar do desabastecimento nacional. Um representante das empresas de transporte coletivo também esteve presente.

O Prefeito Mário Pardini decretou estado de emergência para garantir serviços essenciais da Cidade, como transporte de alunos, merenda escolar, SAMU, ambulâncias e viaturas da Guarda Civil Municipal, visando o contingenciamento de combustíveis frente ao desabastecimento de insumos e produtos.

“Botucatu não vai parar. Vamos buscar soluções e alternativas para que a população não sinta os reflexos dessa crise, principalmente nas áreas de saúde, segurança e educação. Vamos parar alguns serviços administrativos e obras que podem esperar alguns dias e direcionar todos os recursos para essas áreas principais”, disse o Prefeito Mário Pardini.

Pardini cobrou medidas das empresas que operam o transporte coletivo para que o serviço não sofra alterações.

Ajuda externa

Diante das dificuldades, o Prefeito solicitou ajuda de empresários do ramo do transporte, que estão com a frota parada por conta da greve dos caminhoneiros. José Geraldo Batista da Silva, o Geraldinho da Aquariun, que hoje comanda a transportadora Phenix, colocou à disposição todo o estoque atual de diesel da empresa, para que a Prefeitura possa abastecer emergencialmente os veículos essenciais.

 

“Quero agradecer todos empresários que compreenderam este momento e se solidarizaram com nossa dificuldade. Essas medidas irão contribuir bastante para que a população de Botucatu não seja prejudicada”, agradeceu Pardini.

 

Campanha do Agasalho

 

A Coleta Porta a Porta da Campanha do Agasalho 2018, que seria realizada no próximo sábado, 26, foi cancelada. Os caminhões e ônibus que apoiam a ação não irão rodar para poupar combustível.

 

“Sabemos da importância dessa Campanha, portanto, pedimos a compressão da população para que entregue as doações nas caixas coletoras espalhadas pela Cidade. Temos a expectativa de que essa crise seja resolvida pelo Governo Federal nos próximos dias e assim podermos reprogramar a coleta. Nesse momento temos que priorizar os serviços essenciais que atendem a maior parte da população”, finalizou o Prefeito.