Operação Migrante acolheu 43 pessoas em situação de rua na madrugada mais fria do ano em Botucatu

Com as baixas temperaturas em Botucatu, o trabalho das equipes envolvidas na Operação Migrante tem sido intenso.  Na última terça-feira, 25, a madrugada mais fria do ano, as equipes da Assistência Social, Guarda Civil Municipal e Secretaria de Saúde realizaram o acolhimento de 43 pessoas em situação de rua.

Os termômetros registraram pouco menos de 8ºC.

“O trabalho consiste em uma sistematizada busca ativa às pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social e estão expostas ao frio nas ruas. Após essa busca, ofertamos atendimento qualificado e atenção especial às demandas deles como alimentação, banho quente e pernoite em condições dignas”, explicou Rosemary Pinton, Secretária de Assistência Social.

Em Botucatu, a atenção às pessoas em situação de rua possui uma estrutura de referência, Espaço Acolhedor (Av Paula Vieira) e no alojamento organizado no Ginásio Municipal, que conta com 30 boxes individuais, respeitando isolamento e protocolos sanitários contra a Covid-19.

Os boxes são equipados com camas, colchões, travesseiros e cobertores. Quem encontrar alguma pessoa em situação de rua, durante as noites frias, pode informar a GCM através do 199.