Nova célula de descarte de lixo aumenta vida útil do Aterro Sanitário

 

 No início do ano, um dos principais desafios da Prefeitura de Botucatu com a redução de contratos com empresas prestadoras de serviço na Cidade era a gerência do Aterro Sanitário Municipal. Além do trabalho ser executado com excelência pelo Poder Público Municipal, o espaço agora ganha um novo local para o descarte do lixo de toda a Cidade.

A Secretaria Municipal de Infraestrutura concluiu a implantação de uma nova célula para o acondicionamento dos resíduos sólidos vindo das casas do Município. Atualmente, o Aterro recebe aproximadamente 91 toneladas de lixo recolhidas todos os dias.

“Conseguimos economizar no início do ano encerrando o contrato com a empresa que gerenciava o Aterro e o assumindo com mão de obra própria. O melhor de tudo isso é cumprir com todas as responsabilidades e conseguir ampliar nossa estrutura, de forma a garantir a excelência do trabalho por mais alguns anos”, afirma o Prefeito Mário Pardini.

O Aterro Sanitário de Botucatu atua dentro de todas as exigências técnicas da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental, a Cetesb, prevenindo qualquer tipo de contaminação ambiental. Na implantação da nova célula foram investidos aproximadamente R$350 mil, com a instalação de mais de 10 mil metros quadrados de geomembrana, tipo de manta que impermeabiliza o solo e garante que o chorume gerado não infiltre no mesmo.

Com a construção dessa nova célula, o aterro ganha pelo menos mais três anos de vida útil.

“Ao assumirmos a gestão do Aterro, entramos em um grande desafio, mas que graças a Deus tem sido vencido. Não deixamos a desejar na qualidade do serviço, tanto que fomos bem avaliados pela Cetesb”, cita o Vice-prefeito e Secretário de Infraestrutura, André Peres.