Monitoramento aéreo aponta potenciais criadouros de dengue em Botucatu

Cidade
Monitoramento aéreo aponta potenciais criadouros de dengue em Botucatu 21 outubro 2021

A Vigilância Ambiental em Saúde vem realizando o monitoramento aéreo de imóveis com difícil acesso através do uso de um drone. O objetivo é identificar situações de risco e intervir de maneira oportuna para impedir possíveis agravos à saúde pública.

Piscina sem tratamento adequado, caixa d’água sem tampa, materiais em condições de acumular água da chuva, são potenciais criadouros de mosquitos que, através do monitoramento aéreo, são identificados e os responsáveis notificados para sanar as irregularidades e tornar o ambiente impróprio à proliferação do Aedes aegypti e de outros animais sinantrópicos.

De acordo com Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa), realizado neste mês de outubro, 1,1% dos imóveis trabalhados estava com larvas do mosquito transmissor da dengue.

Este índice já representa um sinal de alerta, portanto, devemos estar atentos e não deixar recipientes com água parada, pois quanto menor a infestação do mosquito nos meses mais quentes e chuvosos, menores serão as chances de circulação das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento