Ministro da Saúde deve comparecer em Botucatu no próximo domingo, 16

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deve visitar Botucatu no próximo domingo, dia 16, na vacinação em massa da população. Não se sabe ainda como será sua agenda na cidade e oficialmente ela não foi publicada.

A pesquisa, aprovada pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), teve o aval do Ministério da Saúde. O próprio Queiroga anunciou o estudo no final de abril em Brasília.

A proposta de realização dessa pesquisa envolve o laboratório AstraZeneca, Universidade de Oxford, Fiocruz, Fundação Gates, Unesp/HCFMB, Prefeitura de Botucatu e Embaixada do Reino Unido. Todos devem ter representantes em Botucatu no ‘dia D’. Não se sabe se o estado de SP terá representantes no dia.

O evento da Prefeitura de Botucatu e Justiça Eleitoral, contará com apoio da OAB Botucatu e do Ministério Público. A vacinação será exclusiva para moradores de Botucatu, com idade entre 18 e 60 anos (menores de 18 anos não possuem vacina aprovada para essa faixa etária e maiores de 60 anos continuarão sendo vacinados nas unidades de saúde seguindo o Plano Nacional de Imunização).

No domingo, 16, a vacinação respeitará as seguintes faixas horárias, obrigatoriamente:

– Das 08 às 10h30: Moradores com idades entre 51 e 60 anos;

– Das 10h30 às 13 horas: Moradores com idades entre 41 e 50 anos;

– Das 13 às 15h30: Moradores com idades entre 31 e 40 anos;

– Das 15h30 às 18 horas: Moradores com idades entre 18 e 30 anos.

Os cidadãos deverão comparecer aos pontos de vacinação sem acompanhantes, para que seja evitado qualquer tipo de aglomeração nos locais.

Munícipes de Botucatu com comprovante de endereço e cadastro eleitoral válido (título de eleitor) terão a facilidade de receber a vacina no mesmo local em que votaram na última eleição (mesma escola e mesma seção eleitoral).

Para a vacinação será necessário:

– Obrigatoriamente, se cadastrar no site vacinaja.sp.gov.br (clicar no botão “população geral”, inserir o código de segurança e preencher o cadastro);

– Apresentar no ato da vacinação título de eleitor (a justiça eleitoral verificará, no momento da apresentação do munícipe na seção eleitoral, se o título pertence àquela seção e se o mesmo é válido), documento oficial com foto, que conste o número do CPF original (RG ou CNH ou passaporte), comprovante de endereço em seu nome, original, datado de outubro, novembro ou dezembro de 2020, ou janeiro, fevereiro, março de 2021.

Não serão aceitos documentos impressos da internet, apenas documentos originais enviados pelas instituições ou aplicativos de celulares. Serão apenas aceitos comprovantes de endereço de concessionárias de água, luz e telefone e comprovantes de endereços de bancos.

Cônjuges poderão apresentar comprovante de endereço de seu cônjuge, desde que acompanhado de certidão de casamento (original, registrado em cartório e datado até 31 de março de 2021) ou contrato de união estável (original, registrado em cartório e datado até 31 de março de 2021) ou ainda declaração de acordo (modelo disponibilizado na internet e que ficará retida).

Filhos poderão apresentar comprovante de endereço de seus pais, desde que comprovem a filiação com documento oficial (RG ou CNH ou passaporte).

Exceções

Munícipes de Botucatu com comprovante de endereço, porém sem o cadastro eleitoral (título de eleitor) válido, deverão procurar um dos 4 locais abaixo no dia 16:

– Complexo Esportivo Heróis do Araguaia, no Jardim Iolanda;

– SESI, na Cohab 3 (entrada pelos campos de futebol);

– Ginásio Paralímpico, ao lado do Ginásio Municipal de Esportes, no Bairro Alto;

– Escola Francisco Marins, em Rubião Júnior.

Estes munícipes deverão obrigatoriamente se cadastrar no site vacinaja.sp.gov.br, clicar no botão “população geral”, depois inserir o código de segurança, e preencher o cadastro; e apresentar no ato da vacinação documento oficial com foto, original (RG, CNH ou Passaporte) e comprovante de endereço em seu nome, original datado de outubro, novembro, ou dezembro de 2020 ou janeiro, fevereiro ou março de 2021.

Os munícipes que se enquadram nas regras do Dia “D” mas não estiverem em Botucatu na data da vacinação em massa, ou se enquadram nas regras do Dia “D” mas tomaram a vacina da gripe (h1n1) em período inferior a 15 dias da data de vacinação em massa, ou não se enquadram nas regras do Dia “D”, ou ainda tiveram Covid-19 no prazo de 30 dias antes vacinação, não deverão se apresentar nos locais de vacinação no dia 16 de maio.

Estes deverão até o dia 16 se cadastrar no site vacinaja.sp.gov.br (clicar no botão “população geral”, inserir o código de segurança e preencher o cadastro); e também se cadastrar no “pré-cadastro vacinal” (botucatu.sp.gov.br, clicar no banner da vacinação em massa e preencher o cadastro).

No dia 17 de maio, a Prefeitura informará essas pessoas sobre o procedimento que deverão fazer para serem imunizados entre os dias 18 e 22 de maio.

Conforme orientação recente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ANVISA, gestantes não serão imunizadas nesse momento.

Auditoria

Todo o processo de cadastro e vacinação em Botucatu terá o acompanhamento e auditoria realizadas pelas Forças de Segurança do Município (Guarda Civil Municipal, Polícia Civil e Polícia Militar), OAB Botucatu, Justiça Eleitoral, Ministério Público e Tribunal de Justiça de São Paulo.