João Cury deve assumir Secretaria Estadual de Educação e desistir de candidatura a deputado

O cenário político regional deve sofrer uma imensa reviravolta nos próximos dias. De acordo com fontes próximas ao ex-prefeito João Cury Neto, nome dado como certo para concorrer ao cargo de Deputado Federal nas eleições deste ano, o mesmo deverá assumir a Secretaria Estadual de Educação do governador Márcio França e abrir mão de concorrer ao pleito nacional.

Presidente do Fundo para Desenvolvimento da Educação (FDE), braço forte da pasta estadual, João Cury entregaria seu cargo nesta sexta-feira, 06, junto com o governador Geraldo Alckmin. A entrega do cargo deve ser mantida, mas com a posse de Márcio França, seu nome será confirmado na pasta.

França será candidato a Governador no estado pelo PSB e deverá ter o apoio nos bastidores de Alckmin, mesmo sendo de partido diferente e o PSDB tendo indicado João Dória. Segundo fontes, se França for eleito, Cury teria a garantia de que será mantido na pasta.

Em caso de derrota de França e vitória de Alckmin no pleito para Presidente, o botucatuense deverá assumir um cargo na esfera nacional. Em caso de derrota de ambos, a ideia é que João seja aproveitado na prefeitura de São Paulo, que será comandada por Bruno Covas.

Há quem diga ainda que João Cury deve se desfiliar do PSDB para assumir o cargo estadual nos próximos dias. Com a desistência de Cury, o caminho para o atual Deputado Federal, Milton Monti, fica mais tranquilo na luta pela reeleição. O PR de Monti se tornou importante aliado de Alckmin em um grande bloco partidário visando as eleições de outubro.

O Acontece Botucatu trará mais informações a respeito do tema durante esta sexta-feira.