GCM e Assistência Social recolhem doze pessoas para o Espaço Acolhedor nessa madrugada

 

Secretaria de Comunicação/PMB

A madrugada de quarta-feira, 19, foi a mais fria do ano, com termômetros marcando 6º e com sensação de zero, segundo a Estação Meteorológica da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp de Botucatu. Por causa do frio intenso a Guarda Civil Municipal, em parceria com a Secretaria de Assistência Social, realizou mais uma vez a Operação Migrante, a fim de encaminhar ao Espaço Acolhedor “Milton Francisco de Oliveira”, cidadãos encontrados em vulnerabilidade nas ruas de Botucatu.

“Em época de baixas temperaturas intensificamos esse trabalho. Os guardas fazem o convencimento social para conduzir essas pessoas até o Espaço Acolhedor, onde recebem atendimento da equipe de assistentes sociais”, explicou Weber Pimentel, Subcomandante da Guarda Civil Municipal.

Com rondas pela cidade e através de chamados pelo telefone 199, equipes percorreram várias ruas e pontos já conhecidos e recolheram doze pessoas em condições de risco. Estas foram encaminhadas ao Espaço Acolhedor onde receberam comida, roupas limpas, tomaram banho e puderam passar a noite de forma confortável.

“A parceria que temos com a GCM nos ajuda a fazer um trabalho mais efetivo, principalmente no período noturno. Botucatu é uma cidade muito solidária e a população sabe da necessidade de contribuir nos informando onde estão as pessoas em situação de vulnerabilidade social”, afirmou a Secretária Municipal de Assistência Social, Silvia Fumes Carvalho.

Além das pessoas recolhidas pela Operação Migrante, o Espaço Acolhedor tem recebido durante as noites mais frias aproximadamente 30 pessoas. Segundo dados da Guarda Civil Municipal, 380 pessoas já foram atendidas pela Operação Migrante e encaminhadas ao Espaço Acolhedor em 2017. O atendimento da GCM e da Secretária de Cidadania e Desenvolvimento Social deve continuar até o final do inverno.

A população pode contribuir ligando para o telefone 199.