Fundo Social confecciona máscaras de tecido para cooperativa de agentes ambientais do Aterro Sanitário

O Fundo Social de Solidariedade utilizou parte de seu estoque de lençóis, tecidos e elástico arrecadados, para a produção de máscaras. A iniciativa teve como principal objetivo equipar os agentes ambientais da Cooperativa que trabalha na separação de materiais recicláveis no Aterro Sanitário da Cidade.

As máscaras foram produzidas por costureiras e professoras de artesanato do Município, que de forma solidária e gratuita, confeccionaram mais de 400 unidades do material.

“Tínhamos aqui uma boa quantidade de tecido tricoline e com a ajuda desses profissionais pudemos enviar a cooperativa que trabalha no Aterro esse material de proteção. Agradeço as costureiras voluntárias Dulce, Ana, Isabel e Jéssica e as professoras Dora, Heloisa e Rute pelo lindo gesto de cidadania e amor ao próximo”, afirmou Pida Pardini, Presidente do Fundo Social.

Além da quantidade recebida pelos agentes da cooperativa, outra parte das máscaras confeccionadas será utilizada por servidores municipais que trabalham com o atendimento ao público.

Digas para confecção e utilização de máscaras

 Para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir algumas especificações. É preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face. E mais uma informação importante: ela é individual. Não pode ser dividida com ninguém. As máscaras caseiras podem ser feitas em tecido de algodão, tricoline, TNT ou outros tecidos, desde que desenhadas e higienizadas corretamente. O importante é que a máscara seja feita nas medidas corretas cobrindo totalmente a boca e nariz e que estejam bem ajustadas ao rosto, sem deixar espaços nas laterais.

Outras orientações:

  • A máscara pode ser usada até ficar úmida. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano;
  • A máscara serve de barreira física ao vírus. Por isso, é preciso que ela tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face;
  • Também é importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a boca e o nariz e não restarão espaços no rosto;
  • Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;
  • Chegando em casa, lave as máscaras usadas com água sanitária. Deixe de molho por cerca de 30 minutos;
  • Para cumprir essa missão de proteção contra o coronavírus, serve qualquer pedaço de tecido, valendo até desmanchar aquela camisa velha, calça antiga, cortina, o que for.