Forte neblina em Botucatu; tempo chuvoso deve permanecer durante a semana

Fotos: Acontece Botucatu

No fim da tarde deste domingo, 01, uma intensa neblina fechou a visão dos motoristas em toda a cidade de Botucatu, deixando poquissíma visibilidade, principalmente aos motoristas.

As temperaturas não estavam tão baixas e nos próximos dias o clima deve permanecer o mesmo, com chuva e temperaturas estáveis. A chuva foi a responsável pelo nevoeiro de domingo, portanto, durante a semana a neblina deve estar presente em Botucatu.

Foto: Jorge Gerios

Motoristas

Os motoristas são os mais afetados com o nevoeiro e devem ficar atentos para não se envolverem em acidentes. Algumas dicas são importantes.

Em primeiro lugar, não se deve usar faróis altos, use apenas o farol baixo, ou o específico para neblina, que existe em alguns modelos de automóveis.

Evite usar o pisca-alerta enquanto estiver rodando, pois ele prejudica e confunde os outros motoristas, que ficam sem saber se seu carro vai dobrar a direita ou esquerda ou se o motorista está acionando o freio.

A neblina exige que os motoristas mantenham distância ainda maior do carro à frente, pois no caso de uma batida “em série”, reduzem-se as possibilidades de, além do seu carro receber um impacto na traseira, ainda bater no que está à sua frente.

Entenda o fenômeno

A Neblina ou Nevoeiro é, basicamente, a formação de nuvens em proximidade com o solo por intermédio da condensação da água presente na atmosfera em forma de umidade. Por definição, só pode ser considerada neblina quando a visibilidade horizontal é prejudicada em uma distância de até 1000 metros.

Sabemos que a condensação (ou liquefação) é a transformação da matéria do estado gasoso para o estado líquido. Portanto, podemos concluir que a neblina se forma quando a temperatura do ar é baixa o suficiente para tornar líquido o vapor d’água. Para isso acontecer, claro, é necessário que o ambiente esteja muito úmido, ou seja, com uma grande quantidade de gotículas de água suspensas no ar.

Esse fenômeno costuma ocorrer em regiões serranas, onde a altitude atua na redução das temperaturas e na interceptação das massas de ar úmido advindas de outras localidades. Portanto, nos horários mais frios do dia, fatalmente se formam os nevoeiros nessas regiões.

 

Quando a neblina ou nevoeiro ocorre sem uma grande obstrução da visão ou quando a visibilidade é prejudicada em uma distância maior que 1000 metros, os meteorologistas chamam de névoa, ou seja, a diferença entre névoa e neblina está na distância do campo de visão afetado e na intensidade em que o fenômeno ocorre.