Festa de Sant’Ana começa neste domingo, 23, com sua programação religiosa

 

Arquivo Acontece Botucatu

A mais tradicional festividade religiosa de Botucatu e região terá início neste final de semana com a comemoração religiosa do evento. A 19ª edição da Festa de Sant’Ana começa no próximo domingo, dia 23 e caminha com celebrações e festividades até o dia 30 de julho. O evento é realizado como uma forma de homenagear a santa padroeira da cidade e acontece no Largo da Catedral Metropolitana em grande estrutura especialmente montada para o evento.

Como sempre acontece, a Festa está dividida em duas etapas. Na primeira delas, que se inicia no dia 23 de julho, é a parte religiosa, que contará com celebrações na Catedral Metropolitana nos dias 23, 24, 25 e 26, retornando depois no dia 30 de julho. Entre as datas, acontece a parte festiva do evento, com shows musicais, exposições e estrutura gastronômica, entre os dias 27 e 30.

A programação religiosa terá início no dia 23 com o Tríduo preparatório. No domingo, a missa acontece às 19 horas. Nos dias 24 e 25, a celebração começa um pouco mais tarde, às 19h30. Serão trabalhados temas ligados à Vida, Família e Vocação. No dia 26 de julho, Dia de Sant’Ana, às 10 horas acontece o Terço Meditado e Cantado. Na sequência, uma carreata com a imagem de Nossa Senhora Aparecida percorrerá as principais ruas de Botucatu. No retorno, a emocionante Missa Solene da Padroeira, às 17 horas. A parte religiosa estará completa com a Missa Italiana, que será realizada no domingo, 30, às 10 horas.

Cronograma Religioso:

23 de julho – Missa Tríduo 19h

24 de julho – Missa Tríduo 19h30

25 de julho – Missa Tríduo 19h30

26 de julho – Terço Mediado e Cantado – 10h

Carreata com a imagem de Nossa Senhora Aparecida

Missa Solene da Padroeira – 17h

Inauguração da Alameda Dom Zioni

Apresentação com Ministério Louvor e Glória – Catedral

30 de julho – Missa Italiana – 10h

Toda programação de eventos da Festa de Sant’Ana acontece no Largo da Catedral Metropolitana, região central do município. A parte religiosa, no interior da igreja, enquanto a parte festiva, na frente da mesma, em estrutura especialmente montada no local.