Copel economiza mais de R$ 50 milhões em licitações

Cidade
Copel economiza mais de R$ 50 milhões em licitações 02 janeiro 2012

A Copel (Comissão Permanente de Licitações) acaba de divulgar o relatório operacional referente ao exercício de 2011. O documento traz um raio-x dos processos licitatórios executados ao longo do ano e demonstra que a Prefeitura de Botucatu, mais uma vez, conseguiu uma grande economia aos cofres públicos.

Se levasse em conta apenas os valores médios de mercado, a Prefeitura poderia ter gasto R$ 59.989.137,15 nos processos licitatórios em 2011. Com as negociações estabelecidas pela Copel e o crescimento da concorrência entre as empresas dispostas a fornecer para o município, o valor desembolsado efetivamente foi de R$ 45.277.758,94. Uma economia que atinge a cifra de R$ 14.711.378,21.

Somados os três anos de mandato do prefeito João Cury Neto os números são ainda mais expressivos. Em 2009, a economia gerada foi de R$ 16.969.410,19. E em 2010 alcançou R$ 19.694.289,73. Desta forma, a atual administração já conseguiu economizar R$ 51.375.078,13 com o aperfeiçoamento dos métodos empregados nas compras para os mais variados setores da Prefeitura.

O levantamento aponta que em 2011 foram solicitados 409 processos licitatórios, sendo que 395 foram efetivamente realizados e outros 14 ‘fracassaram’ pela falta de empresas interessadas ou foram revogados a pedido das próprias secretarias.

A modalidade mais utilizada pela Prefeitura foi o pregão presencial, com 294 processos contabilizados. Na sequência seguem os convites (77); tomadas de preço (19) e concorrências públicas (5).

Alguns casos merecem destaque em razão da grande economia gerada aos cofres públicos. Por exemplo, o pregão realizado para a compra de massa asfáltica para execução de serviços de pavimentação e recape de ruas tinha como preço médio de mercado R$ 4.700.000,00. Ao final, a Prefeitura pagou R$ 3.140.000,00, gerando uma redução no preço final de R$ 1.560.000,00 (33,19%).

Na área de transporte, a compra de contadores regressivos digitais temporizados para semáforos que ao valor de mercado poderia alcançar R$ 93.204,50 foi fechada por R$ 46.360,00, com uma economia de 50,26%. O registro de preços para aquisição de material de enfermagem que tinha valor médio de mercado em R$ 666.000,00 atingiu no pregão R$ 234.000,00 (64,86% a menos).

“Tivemos um ano de muito trabalho na Copel. O resultado foi muito positivo. Além da grande economia aos cofres públicos, fruto da transparência e do trabalho sério e competente de toda nossa equipe, pudemos colaborar com a viabilização de processos importantes para a cidade como a primeira concorrência pública para o transporte coletivo, a licitação para aquisição de parquímetros, a ampliação da contratação de mão de obra para a limpeza pública, entre tantos outros. E nesta virada do ano já estamos nos programando para o processo licitatório referente aos 40 milhões de reais conquistados pela prefeitura através do PAC”, ressalta Fábio Valentino, presidente da Copel.

Da Assessoria

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO