Chuva em Botucatu foi uma das mais fortes da história para novembro

A Prefeitura de Botucatu informou neste domingo, dia 25, que o pluviômetro instalado na Estação de Tratamento de Água da Sabesp registrou 116mm de chuva durante as 24 horas do sábado, 24. Esse número representa a metade da média do mês de novembro dos últimos 10 anos, que é de 240mm. Ou seja, foi uma chuva histórica.

Foram registradas 45 ocorrências pela Guarda Municipal e Defesa Civil. Os maiores problemas aconteceram nas margens do Rio Lavapés, que corta a cidade, no bairro Jardim Aeroporto e bairros do distrito de Rubião Júnior. Alguns pontos desses locais sofreram alagamento, porém, nenhuma pessoa ficou ferida e apenas uma desalojada, que recebeu atendimento individual.

Ainda durante o temporal, equipes da Defesa Civil, Guarda Municipal, Secretaria de Infraestrutura e o próprio prefeito, Mário Pardini, percorrem todos os locais, prestando atendimento às famílias que tiveram residências afetadas pela água, e vistoriando pontes e outras estruturas atingidas pela enxurrada.

Esses locais já contam com projetos e obras de infraestrutura para evitar esse tipo de situação. Em Rubião Júnior estão em execução obras de drenagem, como galerias de águas pluviais.

No Jardim Aeroporto a licitação já foi concluída e as obras começam em 15 dias. Além disso, três piscinões estão sendo construídos para evitar as enchentes, dois deles no Jardim Ciranda e um no Córrego Cascata, na região da rodovia Marechal Rondon.

Neste domingo, 25, as equipes da Secretaria de Infraestrutura estão percorrendo toda zona rural do município para tomada de providência nos locais que sofreram estragos. Em caso de emergência ligue para o telefone 199, da Guarda Municipal.