Cachorra abandonada que foi resgatada em estado grave morre em decorrência de tumores em Botucatu

Cidade
Cachorra abandonada que foi resgatada em estado grave morre em decorrência de tumores em Botucatu 29 março 2022

Morte por eutanásia ocorreu no começo da tarde desta segunda-feira (28). Idade avançada, estimada em 12 anos, dificulta a melhora e impossibilita maiores tratamentos, como uma cirurgia, por exemplo; tutora não foi localizada.

A cachorra que foi abandonada sem conseguir se levantar teve que ser submetida a uma eutanásia, após ser resgatada pela Polícia Civil com ajuda da Vigilância Ambiental de Saúde (VAS), em Botucatu (SP). O procedimento foi realizado no começo da tarde desta segunda-feira (28).

Segundo a veterinária do canil municipal que prestou o atendimento, a cachorra estava em estado grave e agonizava de dor. Um grande tumor na mama já em metástase nos linfonodos e no pulmão, sopro no coração, alteração neurológica na pata da frente e água no pulmão foram alguns diagnósticos constatados assim que o animal chegou ao local.

Por conta da alteração neurológica, a veterinária explicou que a medula espinhal já estava afetada, o que justifica a dificuldade da cachorra em se levantar. O corpo do animal foi encaminhado para necropsia oficial.

Ainda segundo a veterinária, estima-se que a cachorra já tinha mais de 12 anos. A idade avançada também dificulta a melhora e impossibilita maiores tratamentos, como uma cirurgia, por exemplo.

“Fizemos pensando em diminuir o sofrimento da cachorrinha. Ela agonizava de dor, estava em estado bem grave”, disse a veterinária.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Lourenço Talamonte, a mulher tutora do animal e proprietária da casa não estava no local do resgate, mas foi identificada. Ela deve responder inquérito policial pelo crime de maus-tratos contra animais e se condenada pode pegar pena de até cinco anos de reclusão.

Resgate

Cachorra abandonada sem conseguir se levantar é resgatada em estado grave pela Polícia Civil em Botucatu — Foto: Erika Lião Tiago /Arquivo Pessoal

A cachorra foi encontrada abandonada em uma casa desabitada no bairro Monte Mor pela voluntária e fundadora da Organização Não Governamental (ONG) Liga do Bem. Assim que viu a cachorra, Erika Liao Tiago acionou as autoridades competentes.

Erika disse que percebeu que a cachorra estava em estado grave, sem ao menos conseguir levantar. Por isso, deu água na boca do animal. Na ocasião, ela foi encaminhada ao canil municipal e passou por exames que constataram o estado crítico de saúde.

Erika Liao Tiago, voluntária de uma ONG de Botucatu, deu água na boca da cachorra  — Foto: Erika Liao Tiago /Arquivo Pessoal

Como estava desabitada, o investigador da Polícia Civil, responsável pelo departamento de combate ao crime de maus-tratos animais criado na Seccional pelo delegado Lourenço, precisou arrombar a porta.

Fonte: G1

Reveja o vídeo do resgate:

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento