Botucatu teve 263 fraudes de energia em 2021, diz CPFL

Cidade
Botucatu teve 263 fraudes de energia em 2021, diz CPFL 10 fevereiro 2022
Foto: https://br.depositphotos.com/

As inspeções contra fraudes e furtos de energia, realizadas pela CPFL Paulista em 2021, resultaram em 52,4 GWh de energia recuperada no centro-oeste paulista, o que abasteceria cerca de 25 mil residências por um ano. Ao todo, a distribuidora realizou 38,8 mil inspeções em 61 municípios da região, que identificaram 1.842 fraudes, os populares “gatos”.

Entre as cidades com mais casos de furto de energia estão Bauru, com 714, Botucatu, que teve 263 casos, Jaú, com 200, e Marília, com 95 ligações clandestinas desfeitas.

Os números de 2021 mostram que, na comparação com 2020, a CPFL Paulista conseguiu aumentar os níveis de energia recuperada na sua área de concessão, saindo de 116 GWh para 129 GWh, um crescimento de 11,2%. Isso é fruto de investimentos combinados em inteligência, tecnologia, inspeções rotineiras das equipes e também de denúncias que chegam à distribuidora. 

“Infelizmente, a cada ano, vemos que a prática das ligações irregulares de energia continua. Nosso papel, como distribuidora, é realizar as inspeções para combater essa prática. O uso de tecnologia de ponta tem nos permitido aumentar as constatações de irregularidades em determinados clientes, o que nos alerta sobre a prática do gato. Assim, as inspeções são cada vez mais efetivas”, comenta Ruan dos Reis Alves, Gerente de Recuperação de Energia da CPFL.

Ao fazer um gato na rede elétrica, o cidadão coloca em risco não somente a si mesmo e a sua residência ou comércio, mas toda a vizinhança e o sistema elétrico. A rede de energia segue padrões e normas de segurança para a sua construção e manutenção, incluindo as novas ligações de energia. Por isso, somente técnicos da distribuidora podem atuar na rede.

Já a justiça se faz porque a energia furtada compõe parte da tarifa de energia elétrica. Ou seja, os clientes regulares, que pagam suas contas em dia, acabam também arcando com o custo de parte da energia que é furtada. Outra parte é assumida pela distribuidora.

“O furto de energia traz perdas comerciais para todos: clientes regulares, poder público e distribuidora de energia. Além da questão financeira, as ligações clandestinas geram instabilidade ao sistema elétrico, podendo levar a desligamentos e problemas em equipamentos, como transformadores. Por isso, incentivamos as denúncias anônimas dos clientes que sabem ou desconfiam de ligações irregulares”, comenta Alves.

Confira, abaixo, o ranking das 10 cidades com maior número de fraudes na região de Bauru e Marília em 2021:

CIDADEINSPEÇÕESFRAUDESENERGIA
BAURU1643871417,7
BOTUCATU49902635,8
JAÚ22822003,2
PROMISSÃO647560,9
LINS742531,3
BARIRI839491,1
PEDERNEIRAS517260,6
AGUDOS603251,1
ITAPUÍ439240,5
LENÇÓIS PAULISTA863241,5
Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento