APAPE ocupa Centro de Inclusão no Bairro Alto

 

Nesta terça-feira, 27, o Prefeito Mário Pardini visitou o Centro de Inclusão, recém-construído ao lado do Ginásio Municipal de Botucatu, que vai abrigar a APAPE, Associação de Pais e Amigos das Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais.

E a notícia é boa: a associação já começou a ocupação do espaço que será utilizado para o benefício de portadores de deficiência físico-motora, intelectuais e outras.

“Este é um projeto bastante esperado por todos nós e que ajudará muita gente. Confiamos que a APAPE tem suporte e profissionais de altíssimo nível para nos ajudar a gerir este trabalho e a esperança é de quem em muito breve tenhamos bons resultados”, afirma o Prefeito Mário Pardini.

O Centro de Inclusão contará com dois anexos, contendo instalações administrativas, salão de fisioterapia, vestiários, piscinas aquecidas (uma para hidroterapia e outra semiolímpica com quatro raias) e auditório. Todas as instalações estão em conformidade com os padrões de acessibilidade aos portadores de limitações.

Para o presidente da Apape, Samir Daher Zacharias, essa é uma das maiores conquistas da instituição desde a sua criação, que existe há 18 anos em Botucatu.

“Agradecemos a população botucatuense pela confiança depositada em nossa instituição e iremos fazer do Centro de Inclusão um local de acolhimento e cura para os que o buscarem atendimento. A estrutura proporciona muito conforto e atinge todos os aspectos que os nossos profissionais necessitam para continuar fazendo trabalhos de excelência”, classifica Zacharias.

A APAPE

Com quase duas décadas de existência, a APAPE tem excelência no município no trabalho de reabilitação, especialmente com as atividades de fisioterapia, terapia ocupacional, odontologia, nutrição, psicologia, fonoaudiologia e equoterapia, de forma gratuita.

Além de ampliar os objetivos da instituição com trabalhos de prevenção, habilitação e inclusão, o Centro de Inclusão aumentará em 20% os atendimentos da APAPE. Hoje a instituição realiza aproximadamente 45 mil procedimentos por ano, ou 3750 procedimentos mês, gratuitamente para a população de Botucatu.