Visitantes poderão observar pássaros da Fazenda Lageado

De 27 de outubro a 4 de dezembro, a Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp de Botucatu realizará visitas monitoradas para a observação da rica avifauna presente na Fazenda Lageado. O projeto de extensão universitária é uma iniciativa do Clube de Observadores de Aves, do Laboratório de Conservação da Natureza da FCA, com apoio da Pró-Reitoria de Extensão Universitária da Unesp – Proex e da Supervisão das Fazendas de Ensino, Pesquisa e Produção da FCA.

As visitas acontecerão ? s quartas-feiras e sábados, ? s 16h, em grupos de até cinco pessoas. As atividades são realizadas na mesma área onde é desenvolvido o Projeto Trilha, voltado para a conscientização ambiental que já recebeu centenas de estudantes de ensino médio e fundamental. “Fizemos o reconhecimento de vários locais na Fazenda Lageado e decidimos por essa área que comporta a visitação e também tem um número considerável de aves”, coloca a professora Renata Cristina Batista Fonseca, coordenadora do projeto.

Trata-se de uma área de regeneração da Mata Atlântica, onde antigamente existia um plantio de café sombreado por espécies arbóreas. Depois de ser abandonado, o espaço foi sendo colonizado por novas espécies que foram chegando através do vento e da fauna. Hoje há um misto de espécies nativas da região com espécies exóticas que compunham estes plantios antigos. A região já apresenta uma formação florestal com uma diversidade razoável e que permite a presença da fauna silvestre.

Um levantamento da fauna silvestre feito na Fazenda Edgárdia, vizinha ao Lageado, apontou a existência de 200 a 250 espécies de aves. “No Lageado, não existe um levantamento sistemático, mas no local onde acontece o passeio, durante algumas visitas da equipe responsável pelo projeto, foram identificados 47 espécies”, explica a aluna Mariana de Castro, do quinto ano de Engenharia Florestal e colaboradora do projeto.

“Isso não representa o total, mas inclui espécies de tangará, tiê de topete, arapaçu, pitiguari, canário do campo, alma-de-gato, pica-pau da banda branca e picapauzinho”, acrescenta. Além dos pássaros, o visitante com mais sorte poderá encontrar quatis, veados e cotias, animais que eventualmente atravessam da Fazenda Edgárdia para o Lageado.

O período de outubro ao início de dezembro é a época de reprodução das aves que, por isso, circulam e vocalizam mais, facilitando o reconhecimento visual e auditivo. Como o objetivo é observar o ambiente com a menor interferência possível, o visitante deve usar roupas discretas, de cores que não chamem a atenção, preferencialmente calças e mangas compridas e no comportamento, ser silencioso. É recomendável que o visitante leve uma garrafa com água e um lanche.

O trabalho da equipe do Laboratório de Conservação da Natureza envolve monitoramento da fauna silvestre, atividade eminentemente técnica, mas com esse projeto procura despertar o interesse das pessoas para a observação e contemplação da natureza, além de criar aliados para a conservação das áreas naturais. “É uma forma de dividir tanto o conhecimento técnico-científico, como o prazer que temos ao trabalhar com as aves”, explica a professora Renata. “A observação de aves é uma atividade extremamente saudável, que pode trazer benefícios não só para o visitante, mas para a valorização dos ambientes naturais”.

As inscrições para as visitas ao Lageado são gratuitas e podem ser feitas na secretaria do Setor de Ciências Florestais, do Departamento de Recursos Naturais, da FCA, pelo telefone (14) 3811-7168 ou pelo e-mail secdcf@fca.unesp.br

Ainda como parte do projeto, o Museu do Café da Fazenda Lageado recebe, de 16 de outubro a 17 de novembro, a exposição de fotos vencedoras do Concurso Avistar/Itaú 2010.

Fonte: Assessoria de imprensa
Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp – câmpus de Botucatu/SP
Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais – Fepaf