Vereador sugere centro para animais maltratados

O vereador Carlos Trigo (PT) quatro requerimentos com relação a pavimentação asfáltica, inclusão de Botucatu no programa de bonificações da Sabesp, um projeto voltado para o glaucoma e a criação de um centro específico para tratamento de animais vitimas de maus tratos.

A solicitação encaminhada por Trigo voltada para os animais vem de encontro com uma conscientização global dos direitos dos animais. “Tenho um exemplo maravilhoso do Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos existente em Blumenau-SC e que pode ser implantado também em Botucatu. O grande objetivo é criarmos políticas públicas em prol dos animais de Botucatu, principalmente os que lamentavelmente ainda são maltratados por seus donos ou nas ruas”, explica Trigo.

A ideia da criação de um centro voltado ao atendimento de animais é de oferecer gratuitamente serviços que preservem a saúde de animais maltratados. O centro precisaria de uma equipe com veterinários que ficariam responsáveis pelo acolhimento dos animais de rua, pela realização de uma triagem de necessidades como internação ou qualquer outro procedimento, castração, vermifugação e vacinação. Todo suporte necessário para que o mesmo possa ser doado posteriormente a uma nova família.

A preocupação de Trigo com relação ao Glaucoma é pelo risco que a doença oferece, uma vez que a mesma é assintomática. Em 2010 o próprio vereador foi o autor do projeto de lei que institui a Semana Municipal de Prevenção e Esclarecimento do Glaucoma em Botucatu. “Já existe legislação municipal para tratarmos desse grave problema que atinge 2% da população brasileira e provoca comprometimento visual e até a cegueira”, explicou o legislador, que é deficiente visual por conta do Glaucoma e que agora luta para que a referida semana seja realmente realizada.

Os outros dois pedidos encaminhados por Trigo são pela inclusão de Botucatu no programa de bônus criado pela Sabesp e que oferece desconto de até 30% na conta de água aos moradores que economizarem água em regiões mais atingidas pela estiagem. A segunda solicitação é por pavimentação asfáltica em um determinado trecho da Rua Irmãos Cassetari, no Monte Mor, que ainda não conta com o benefício.