Turismo rural: 5º módulo é realizado no sítio Três Pedras

Turismo Rural 5º Módulo é realizado no Sítio Três Pedras (8)

Nos dias 14, 15 e 16 deste mês foi realizado mais um módulo do Curso de Turismo em Botucatu. A ação promovida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em parceria com o   Sindicato Rural de Botucatu, conta com apoio da Secretaria de Esportes, Lazer e Turismo e Assistência Social e é realizada há nove anos na Cidade.

O quinto módulo do curso abordou o tema “Ponto de Venda de Produtos Rurais” e ocorreu no Sítio Três Pedras. A atividade buscou aplicar conceitos de qualidade para que a propriedade possa ser um ponto de venda de produtos artesanais no meio rural.
Turismo Rural 5º Módulo é realizado no Sítio Três Pedras (10)Desta maneira foi montado um ponto de vendas de produtos de acordo com espaço e materiais disponíveis e outros adquiridos pelo Senar. Utilizando a criatividade, o grupo de alunos pôde vivenciar durante dois dias toda a organização da propriedade para tal atividade comercial.

Segundo a instrutora do curso Luciana Alho, um dos principais objetivos é que o participante possa agregar valor ao seu produto, crie embalagens, decore e sinalize o local dentro da propriedade rural.

“Produtos in natura e processados artesanalmente podem ser comercializados, como pães, queijos, bolos, doces, frutas e hortaliças. O artesanato feito com matéria prima local também tem importante papel na venda rural. No ponto de venda, produtos da região e de seus vizinhos também têm espaço para a comercialização”, explica.

Turismo Rural 5º Módulo é realizado no Sítio Três Pedras (2)Eunice Colauto que é vizinha do Sítio Três Pedras e produz doces caseiros agora tem um local interessante na área rural para fazer suas vendas. Já as alunas Gerosina e Maria Cabral, do Distrito de Vitoriana, produzem diversos tipos de artesanato e também demonstraram interesse em deixar suas peças expostas para venda no sítio.

De propriedade de Dori, Cida e Júlio Cesar Prado, o Sítio Três Pedras já tem recebido turistas há anos. Os visitantes passam o dia ou acampam no local. A propriedade faz limites com as cidades de Bofete e Botucatu e neste ano Julio Cesar, filho dos proprietários, procurou a Secretaria de Esportes, Lazer e Turismo para iniciar o curso.

“Trabalhar de forma regional tem sido a melhor maneira de fomentar Botucatu e outros municípios. Os maiores destinos turísticos no mundo atuam desta forma, aqui não poderia ser diferente. Botucatu, que faz parte do Polo Turístico da Cuesta, tem realizado diversos eventos de aventura não só no Município, mas em cidades da região”, enfatiza Luciana Alho.

“Quanto há atividade turística, muitos visitantes têm a intenção de conhecer as belezas de Botucatu e também de Bofete e Pardinho que concentram riquezas como as Três Pedras e o Gigante Adormecido. Acreditamos que trabalhar desta forma fortalece a todos e também a seus produtos turísticos”, salienta o secretário de Esportes, Lazer e Turismo, Antonio Carlos Pereira.

Sobre o curso

O curso gratuito inclui material e alimentação. A duração é de 240 horas, divididas em dez módulos. Um por mês. Cada módulo é realizado em três dias com carga horária de oito horas diárias.

Os pré-requisitos para participar são: idade mínima de 18 anos, ser alfabetizado, possuir propriedade rural ou estar envolvido na área.

Durante o curso o aluno tem aulas sobre atendimento, hospedagem, gastronomia, turismo de aventura, administração e ações que poderão ser aplicadas na propriedade rural.

Outras informações na Secretaria de Esportes, Lazer e Turismo [Rua Maria Joana Félix Diniz, nº 1.492 – Vila Auxiliadora] ou pelo (14) 3811-1492.