Secretário Bruno Covas vai ajudar o Cempas da Unesp

O vereador Izaias Colino (PSDB), esteve em São Paulo, juntamente com o professor/doutor Carlos Roberto Teixeira, com a finalidade de se reunir com o Secretário Estadual de Meio Ambiente, Bruno Covas, para agilizar um possível convênio entre o governo do Estado e o Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Silvestres (Cempas) de Botucatu.

O assunto foi tema de requerimento de autoria do vereador aprovado na sessão do dia 29 de outubro onde o parlamentar ressalta a importância de ampliar a capacidade e instalações físicas do Cempas.

Colino lembra que, recentemente, foi alterada a legislação estadual sobre Fauna, onde outras novidades determinou-se a criação de 7 Centros de Triagem e Recuperação de Animais Silvestres no Estado de São Paulo (Cetras), onde um deles será criado em Botucatu. Em Botucatu o Cempas realiza o trabalho de recuperação animal de todo o Município, sendo parceiro da Prefeitura inclusive e desenvolvendo pesquisas laboratoriais e acadêmicas, além da recuperação do animal para providenciar a sua soltura no ambiente.

“O Cempas é gerido, competentemente, pelo professor Carlos Teixeira e os recursos investidos no Cetras poderiam ser destinados ao Cempas local, que poderia ampliar sua capacidade de atendimento e instalações físicas, realizando o mesmo trabalho. Vim nesta reunião com o Bruno Covas a fim de ajudar a agilizar esse processo e tivemos a felicidade de receber uma resposta positiva do secretário”, informa Colino.

Covas afirmou que o pedido, na verdade, vem ajudar as ações da Secretaria Estadual do Meio Ambiente. “Acredito que será viável um convênio entre o governo e o Cempas de Botucatu uma vez que o referido centro já realiza os trabalhos de um Cetras e a parceria proposta pelo vereador Izaias Colino e pelo professor Teixeira significaria uma economia ? Secretaria uma vez que o Cempas de Botucatu já é estruturado necessitando apenas de investimentos para aumentar sua capacidade de atuação”, destaca o secretário estadual do meio ambiente.

O convênio dependerá, agora, de entendimentos entre governo e Unesp para se tornar realidade. “O importante é ajudarmos no que for possível. O secretário Bruno Covas sempre nos atendeu com muita boa vontade e entendeu a necessidade de nosso pedido. Agora o próximo passo será contatar a Unesp para verificar o interesse e a viabilidade de realização do convênio”, conclui o vereador do PSDB.